Boeing apresenta o primeiro treinador supersônico T-7A da USAF

Jato de produção em série é o primeiro de 351 aviões que substituirão os antigos T-38 Talon na instrução de pilotos militares da Força Aérea
O primeiro T-7A Red Hawk da USAF (Boeing)

A Boeing apresentou nesta quinta-feira (28) o primeiro T-7A Red Hawk de produção em série. O jato supersônico de treinamento avançado será entregue à Força Aérea dos EUA (USAF) em breve, mas antes continuará em testes na unidade de St Louis, onde foi montado.

Pintado com a cor vermelha na cauda em homenagem aos aviadores do Tuskegee Airmen da Segunda Guerra Mundial, o T-7A foi desenvolvido pela fabricante norte-americana em parceria com a Saab, que forneceu a seção traseira da aeronave.

A USAF encomendou 351 jatos Red Hawk, que assumirão a tarefa de treinar seus pilotos no lugar do famoso T-38 Talon, avião criado pela Northrop nos anos 60 e que deu origem também ao caça F-5 Tiger II, que opera na FAB.

“Estamos entusiasmados e honrados em entregar este treinador digitalmente avançado e de última geração para a Força Aérea dos EUA”, disse Ted Colbert, presidente e CEO da Boeing Defense, Space & Security. “Esta aeronave é um exemplo tangível de como a Boeing, seus fornecedores e parceiros estão liderando a revolução da engenharia digital. O T-7A preparará pilotos para futuras missões nas próximas décadas”.

O T-38 Talon é operado pela USAF desde 1961 (Divulgação)
O T-38 Talon é operado pela USAF desde 1961 (Divulgação)

Prejuízo para a Boeing

O evento de apresentação ocorre no dia seguinte ao anúncio dos resultados financeiros da Boeing, em que soubesse que o programa T-7A produziu um prejuízo de US$ 367 milhões causado “principalmente por negociações em andamento com fornecedores, impactadas por restrições da cadeia de suprimentos, COVID-19 e pressões inflacionárias”, explicou a empresa.

O T-7A Red Hawk venceu a concorrência T-X, lançada pela Força Aérea em 2010. O primeiro protótipo voou em dezembro de 2016, equipado com o turbofan F404, da GE. Um dos seus grandes diferenciais é o projeto realizado integralmente por ferramentas digitais, que permitiram uma redução no custo e no tempo de desenvolvimento.

Total
105
Shares
0 0 votes
Article Rating
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ricardo
Ricardo
27 dias atrás

Será que podemos pensar numa versão moplace de combate, tal como o f-5 foi originado do Talon?

Roberto
Roberto
27 dias atrás

Cadê o pessoal que critica a demora do Gripen que venceu a concorrência em 2013 e já está voando sendo entregue???!!!

Previous Post

Comandante da FAB testou jato M-346 Master na Itália

Next Post

Fabricante LET, da República Tcheca, deixa de ser controlada por russos

Related Posts