Bombardeiro russo cai na Sibéria

Aeronave Tupolev Tu-95 cumpria um exercício de treinamento; tripulantes se salvaram
O Tu-95 "Bear" é o avião com motores a hélice mais rápido do mundo, capaz de alcançar até 920 km/h (Foto - Força Aérea da Rússia)
O Tu-95 “Bear” é o avião com motores a hélice mais rápido do mundo, capaz de alcançar até 920 km/h (Foto – Força Aérea da Rússia)
O Tu-95 "Bear" é o avião com motores a hélice mais rápido do mundo, capaz de alcançar até 920 km/h (Foto - Força Aérea da Rússia)
O Tu-95 “Bear” é o avião com motores a hélice mais rápido do mundo, capaz de alcançar até 920 km/h (Foto – Força Aérea da Rússia)

Um enorme bombardeiro Tupolev Tu-95 da Força Aérea da Rússia caiu nesta terça-feira (14) a cerca de 80 quilômetros da cidade de Khabarovsk, na região da Sibéria, informou o site Spuniknews. Segundo a publicação, a aeronave se acidentou às 9h50 da manhã, horários de Moscou. Todos os tripulantes conseguiram saltar de paraquedas antes da queda e se salvaram.

O Tu-95 cumpria uma missão de treinamento e estava desarmado. “Segundo dados preliminares, após o comandante da aeronave relatar uma situação de emergência, o comandante do voo ordenou à tripulação que abandonasse o avião“, afirmaram autoridades do Ministério da Defesa da Rússia a publicação. O avião caiu sobre uma região desabitada.

“Pilotos a bordo de um outro avião, voando na mesma área, relataram ter visto vários paraquedas abertos“, continua a declaração oficial. Este foi o sexto avião militar russo que caiu no período de um mês.

As garras do Tu-95

Maior aeronave com motores turbo-hélice em operação no mundo, o Tu-95 (chamado de Bear – Urso – pela OTAN) é um veterano bombardeiro em serviço na Rússia desde 1957. O aparelho da Tupolev pode carregar até 20 toneladas de bombas e com o passar dos anos evoluiu e se tornou uma plataforma para o lançamento de mísseis de longo alcance. Assim como o B-52 dos Estados Unidos, o Bear é outro avião que se recusa a se aposentar.

O Tu-95 também é utilizado pelas forças armadas russas em missões de vigilância aérea e marítima, podendo carregar armamentos específicos para abater navios e submarinos. A aeronave russa é também o avião a hélice mais rápido do mundo, capaz de atingir 920 km/h. O alcance do aparelho, sem reabastecimento no ar, é de 15.000 km.

Veja mais: Caça iraquiano derruba bomba em bairro de Bagdá por acidente

Projetado nos anos 1950, o Tu-95 foi um dos maiores símbolos da URSS durante a Guerra Fria (Foto - Força Aérea da Rússia)
Projetado nos anos 1950, o Tu-95 foi um dos maiores símbolos da URSS durante a Guerra Fria (Foto – Força Aérea da Rússia)

Apesar de seu poder bélico e uma longa ficha de atividades, o Tu-95 nunca entrou em combate. A Rússia atualmente possui uma frota com cerca de 60 unidades do modelo.

Total
0
Shares
Previous Post

Voando para o Polo Norte

Next Post
As duas pistas do aeroporto de Brasília estão separadas por uma distância de 1,8 km (Foto - Inframerica)

Brasília terá o primeiro aeroporto do Brasil com operações simultâneas

Related Posts