Bombardier Learjet 75 Liberty

A Bombardier retirou uma série de itens do Learjet 75 para torná-lo mais barato, como a APU e a pia do toalete (Bombardier)

A Bombardier anunciou no começo deste mês a entrega do primeiro jato executivo Learjet 75 Liberty, o avião mais barato fabricado pela empresa canadense. A aeronave foi recebida nos EUA pela casa de leilões Alex Lyon & Son, um cliente de longa data dos modelos da série Learjet.

“Nos últimos 20 anos, as aeronaves Learjet e as equipes de suporte da Bombardier me deram uma taxa de confiabilidade de despacho de 99,9%. E, graças à velocidade de um Learjet, uma partida tardia não nos impede de chegar a tempo, o que me ajudou a administrar meu negócio com mais eficiência”, disse Jack Lyon, presidente e CEO da Alex Lyon & Son.

Com preço tabelado em US$ 9,9 milhões (R$ 55,2 milhões na cotação atual), o Learjet 75 Liberty é um dos jatos executivos leves mais acessíveis do mercado. Com esse valor, o avião da Bombardier ficou mais próximo de seus principais concorrentes, como o Cessna Citation CJ3+ e o Embraer Phenom 300, ambos avaliados em menos de US$ 10 milhões.

O preço do novo modelo Liberty também fica abaixo dos demais modelos da família Learjet: o Learjet 70 é avaliado em US$ 11 milhões e o Learjet 75 custa US$ 13 milhões.

Para tornar o avião mais barato, a Bombardier removeu dois dos oito assentos do jato e incluiu a opção de instalar um par de “suítes executivas” na cabine. Outros itens excluídos e agora oferecido como opcionais são a unidade de energia auxiliar (APU) e a pia do toalete.

A Bombardier também aumentou a capacidade máxima de combustível da aeronave (em relação ao Learjet 75), agora apta para receber até 7.480 kg de querosone (um acréscimo de 220 kg), o que aumentou o alcance do jato em 74 km, chegando a 3.850 km. A carga útil do avião também foi ampliada, de 957 kg para 1.320 kg.

Bombardier Learjet 75 Liberty

O Learjet 75 Liberty pode ser equipado com duas “suítes executivas” (Bombardier)

“A velocidade, o alcance e a experiência da cabine das aeronaves Learjet superam as de outros jatos leves; hoje, o Learjet 75 Liberty está ao alcance de mais clientes e operadoras do que nunca, graças a uma proposta de valor excepcional e custos operacionais semelhantes aos das aeronaves concorrentes que oferecem menos. O Learjet 75 Liberty é uma escolha irresistível para quem deseja um jato leve melhor ou para quem está pensando em se tornar proprietário”, diz o comunicado da Bombardier sobre o novo produto.

Bombardier em nova fase

O lançamento do Learjet 75 Liberty é a primeira investida da Bombardier em sua nova fase, agora focada apenas na aviação executiva. Nos últimos dois anos, a fabricante vendeu os programas de aeronaves comerciais turboélice QSeries e a linha de jatos regionais CRJ. Recentemente, a empresa se desligou totalmente do programa CSeries, hoje controlado pela Airbus e renomeado como A220.

Veja mais: Airbus celebra entrega do 1.500º jato da família A330