Caça F-39E Gripen - Força Aérea Brasileira

A FAB encomendou 36 caças Gripen E/F, sendo que 15 deles serão produzidos no Brasil (SAAB)

O primeiro voo do novo caça Gripen no Brasil será realizado nesta quinta-feira, 24 de setembro. Segundo a previsão da Força Aérea Brasileira, a aeronave com matrícula FAB4100 deve decolar do aeroporto de Navegantes (SC) entre às 13h e 14h de amanhã.

O jato fabricado na Suécia chegou ao porto de Navegantes no último domingo (20), transportado por um navio mercante. Por ser um equipamento valioso e ainda em fase de testes, foi mais seguro trazê-lo de barco do que voando. Na madrugada de terça-feira (22), o avião foi deslocado pelas ruas até o aeroporto da cidade, onde ele está sendo preparado para voar.

De Navegantes, o Gripen seguirá voando para a sede da Embraer em Gavião Peixoto (SP). O jato que chegou no porto catarinense voou pela primeira em agosto de 2019 em Linköping, onde fica a fábrica de caças da Saab.

A aeronave recém-chegada ao Brasil ainda não entregue à FAB. O jato, um modelo FTI (Flight Test Instrumentation), ficará baseado em Gavião Peixoto realizando mais testes. Os primeiros modelos operacionais importados da Suécia devem chegar ao país no próximo ano. Mais adiante, o caça também será produzido no Brasil.

Primeiro caça Gripen da FAB

Primeiro caça Gripen da FAB desembarcando no porto de Navegantes (SAAB)

A apresentação formal do Gripen da FAB deve acontecer durante as celebrações do Dia do Aviador, em 23 de outubro, em Brasília (SP).

Por aqui, o avião sueco será designado como F-39E Gripen (e o modelo biposto, F-39F). Ao todo, a Aeronáutica encomendou 36 aeronaves, sendo 28 modelos monopostos e oito bipostos. O 1° Grupo de Defesa Aérea (1° GDA) da FAB, baseado em Anápolis (GO) será o primeiro esquadrão brasileiro a voar com o novo jato de combate.

Nos próximos anos, os Gripen vão assumir o posto do antigos caças F-5 Tiger, que voam com as cores da FAB desde a década de 1970.

Veja mais: Rússia pode desenvolver caça “Super Flanker” a partir de 2027