Colômbia está próxima de comprar caças coreanos KAI TA/FA-50

Jato de treinamento avançado e ataque é cotado para substituir os antigos Cessna A-37B da Força Aérea Colombiana
O TA-50 fez seu voo inaugural em 2002; versão de ataque é chamada de FA-50 (KAI)

A Força Aérea Colombiana escolheu o jato sul-coreano TA/FA-50 “Golden Eagle”, fabricado pela Korean Aerospace Industries (KAI), como sua próxima aeronave de treinamento avançado, segundo o website Infodefensa.

De acordo com a publicação, o avião militar da KAI foi selecionado pela Colômbia para substituir os antigos jatos Cessna A-37B Dragonfly, que estão em serviço com a força aérea do país há mais de 40 anos e devem ser retirados da frota ativa em breve.

O acordo ainda não foi confirmado pelas autoridades colombianas. Também não se sabe o número de aeronaves que o país pretende encomendar e o valor da negociação. O preço unitário do Golden Eagle varia de acordo com a versão: o modelo de treinamento e ataque leve  TA-50 é avaliado em de US$ 21 milhões, enquanto a versão exclusiva de combate FA-50 custa em torno de US$ 30 milhões.

Se a negociação for de fato confirmada, a força aérea da Colômbia será o sexto operador do jato da KAI. Atualmente, o avião em suas versões de treinamento e ataque estão em serviço com as forças armadas da Coreia do Sul, Filipinas, Indonésia, Iraque e Tailândia.

“Mini-caça” derivado do F-16

O TA/FA-50 é o avião militar mais avançado desenvolvido na Coreia do Sul, ao menos enquanto o novo caça nacional KF-21 Boramae, também projetado pela KAI, não é finalizado.

Baseado no americano F-16, o FA-50 tem uma boa capacidade de combate (KAI)

A aeronave supersônica (alcança até 1.846 km/h) de treinamento avançado e ataque leve é baseada no caça F-16 da Lockheed Martin, que inclusive participou do projeto original, concebido inicialmente para instrução de pilotos. O TA/FA-50 possui vários componentes em comum com o jato norte-americano e é possível notar sua semelhança sobretudo na cauda. O jato coreano utiliza um motor GE F404 feito sob licença pela Samsung. Trata-se do mesmo turbofan com pós-combustor utilizado pelo F/A-18, da Boeing.

Seus sistemas são bastante avançados e incluem controles fly-by-wire, conceito HOTAS, HUD de largo campo de visão, sistema de navegação inercial e radar de pulso doppler. A versão de ataque FA-50 pode carregar mísseis ar-ar AIM-9 Sidewinder, bombas guiadas a laser, além de possuir um canhão interno de 20 mm.

Total
0
Shares
5 1 vote
Article Rating
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
José HABIB
José HABIB
2 meses atrás

A Força Aérea Colombiana escolheu o jato sul-coreano TA/FA-50 “Golden Eagle”, fabricado PELA Korean Aerospace Industries (KAI), como sua próxima aeronave de treinamento avançado, segundo o website Infodefensa.

José HABIB
José HABIB
2 meses atrás

O acordo ainda não foi confirmado PELAS autoridades colombianas. Também não se sabe o número de aeronaves que o país pretende encomendar e o valor da negociação.

Previous Post

Jatos russos SSJ100 já sofrem com falta de peças de motores

Next Post

Airbus derrota a Qatar Airways em ação judicial

Related Posts
Total
0
Share