Congo Airways encomenda dois jatos Embraer E195-E2

Companhia aérea africana exerceu opção de compra e desta vez preferiu a variante de maior capacidade da família E2
Projeção do E195-E2 da Congo Airways (Embraer)

A Congo Airways exerceu a opção de compra que tinha com a Embraer e decidiu encomendar dois jatos E195-E2, anunciou a Embraer nesta quarta-feira (13). A companhia aérea africana passa a ter agora um pedido firme de quatro aeronaves da nova família, sendo dois deles do modelo E190-E2. O acordo possui valor de US$ 272 milhões e será incluído na carteira de pedidos da Embraer no quarto trimestre de 2020, cujos dados ainda serão divulgados pela empresa – as entregas começarão em 2022.

“Enxergamos uma oportunidade em nosso mercado para que a Congo Airways saia mais forte da crise que todos nós estamos enfrentamos – razão pela qual decidimos confirmar esse novo pedido. Esses novos jatos permitirão estender nossas operações de passageiros e carga regionalmente a destinos de alta demanda como Cidade do Cabo, Joanesburgo e Abidjan. Enquanto nos preparamos para o sucesso futuro, teremos a flexibilidade e as aeronaves mais eficientes, no tamanho adequado, para servir nossos clientes à medida que o mercado retorna,” afirmou Desire Bantu, CEO da Congo Airways.

“O continente africano tem sido, já há muito tempo, considerado um mercado de frequências geralmente baixas e rotas longas. À medida que as companhias aéreas retomam as operações, a família de jatos E2 está perfeitamente posicionada, com o tamanho ideal, para atuar em rotas anteriormente operadas por aeronaves de corredor único, mantendo, ao mesmo tempo, a frequência e ajustando a capacidade aos novos níveis de ocupação”, disse Cesar Pereira, Vice-Presidente da Embraer Aviação Comercial para Europa, Oriente Médio e África.

Os E195-E2 da Congo Airways serão configurados em duas classes, com 12 assentos na executiva e 108 na econômica, 24 a mais que a capacidade dos E190-E2 escolhidos pela companhia aérea no ano passado.

A Congo Airways havia encomendado originalmente o E175 de primeira geração, mas decidiu trocá-los pela nova família E2 em suas variantes de maior capacidade. De acordo com a Embraer, existem 206 aeronaves da companhia operando no continente africano, em 56 companhias aéreas de 29 países.

A Congo Airways já havia encomendado dois E190-E2 em 2020 (Embraer)

Veja também: Embraer acelerou entregas de aviões comerciais no final de 2020

Total
54
Shares
Previous Post
A Boeing planeja testar a tecnologia dos controles autônomos no jato 787 a partir de 2019 (Divulgação)

“Goleada” pela Airbus, Boeing encerrou 2020 com 157 jatos entregues

Next Post
Imagem conceitual do veículo eVTOL da startup Archer Aviation (Archer)

Fiat Chrysler se une à startup Archer para construir “táxis voadores”

Related Posts