Delta e Air France-KLM entram na disputa pela ITA Airways

Manifestação de interesse foi entregue ao governo da Itália pela companhias aéreas, acirrando a concorrência com a Lufthansa e a MSC, que pode contar ainda com a Indigo Partners
Aviões da ITA Airways: queridinha do mercado

Se a finada Alitalia era um patinho feio na aviação comercial, graças às enormes dívidas, ineficiência e imagem desgastada, a ITA Airways virou a queridinha do setor. A sucessora da famosa companhia aérea estreou em outubro, deu prejuízo até agora, mas é considerada promissora, a ponto de ter vários interessados em entrar no negócio.

A primeira empresa a se declarar à ITA foi a Lufthansa que em janeiro, num acordo com a operadora marítima MSC, fez a primeira manifestação de interesse oficial – a própria companhia aérea italiana confirmou a sondagem.

Nesta semana, no entanto, o grupo Air France-KLM e sua parceira de longa data, a Delta Air Lines, teriam entregue ao governo italiano uma carta em que expressaram o interesse em tornarem-se sócios majoritários da ITA Airways.

A informação foi revelada pelo jornal La Repubblica, citando uma fonte do governo. A publicação foi mais longe: outro informante a par da situação teria revelado que o grupo Indigo Partners poderá participar da concorrência pela empresa aérea.

Air France-KLM: antigas parcerias da Alitalia devem disputar naco da ITA Airways em conjunto com a Delta (Divulgação)

Para quem não sabe, o Indigo é um fundo de investimentos que tem sob seu controle as companhias Frontier, Volaris, Wizz Air e a chilena JetSmart, todas focadas no mercado de baixo custo.

Delas, a Wizz Air já possui uma boa rede de rotas na Itália e poderia ganhar escala sendo parceira da ITA.

Já a Air France-KLM-Delta confirmou o que se esperava: o longo relacionamento com a Alitalia e o fato de a ITA ser membro da aliança Skyteam tornavam uma proposta de compra natural.

Quem diria que boa parte desses grupos desdenhou da Alitalia na época em que o governo ainda tentava passar o “abacaxi” para a frente mais uma vez.

Livre das amarras jurídicas, financeiras e trabalhistas da antecessora, a ITA Airways tornou-se uma joia a ser dilapidada no mercado de transporte aéreo, bem antes que sua frota de pouco mais de 50 aviões tenha recebido sua marcante pintura em azul metálico.

Dona da JetSmart pode ser uma das candidatas a adquirir parte da ITA

Total
19
Shares
Previous Post

Força Aérea do Paquistão recebe primeiros caças J-10C da China

Next Post

Airbus A320 sofreu acidente impensável em seu primeiro ano de serviço

Related Posts
Total
19
Share