Embraer KC-390 Millennium

A entrega do primeiro KC-390 de Portugal está programa para 2023 (Embraer)

Primeiro cliente estrangeiro do C-390 Millennium, a Força Aérea Portuguesa (FAP) divulgou nessa segunda-feira (9) imagens de sua primeira aeronave em fase avançada de construção na fábrica da Embraer em Gavião Peixoto (SP).

No final de outubro, equipes da FAP e da Embraer, por meio de videoconferência, concluíram o “Critical Design Review” dos KC-390 encomendados por Portugal. Nesta etapa foram definidos os requisitos técnicos da aeronave de acordo com as demandas do cliente, abrindo caminho para a fabricante finalizar o modelo português – que é diferente dos aviões encomendados pela Força Aérea Brasileira (FAB).

“Apesar das dificuldades face à pandemia, o projeto mantém-se sem qualquer atraso, tendo ainda sido debatidas neste evento, as soluções técnicas previstas para satisfazer os requisitos operacionais e de certificação estabelecidos, para que a aeronave de última geração cumpra todo o espectro de missões definidas em sede de contrato”, diz o comunicado da FAP.

O primeiro dos cinco C-390 encomendados por Portugal começou a ser construído em janeiro deste ano e o aparelho deve ser entregue em meados de 2023. As outras quatro aeronaves serão entregues a uma taxa de uma unidade por ano até fevereiro de 2027.

Embraer KC-390 Millennium

A produção do primeiro KC-390 português começou em janeiro deste ano (Embraer)

Único operador do C-390 até o momento, a FAB encomendou um total de 28 aeronaves. O primeiro aparelho foi entregue em setembro de 2019.

Além dos pedidos firmes do Brasil e Portugal, a Embraer tem cartas de intenções para mais 32 aeronaves: seis para a Argentina, seis para o Chile, 12 para a Colômbia, duas para a República Tcheca e seis para a empresa multinacional de serviços de aviação SkyTech, que pode ser o primeiro cliente civil do jato.

Portugal, parceiro estratégico

Portugal é o maior parceiro internacional do programa KC-390 e participa do desenvolvimento e produção da aeronave. Uma série de componentes do avião são produzidos na fábrica da Embraer em Évora e pela OGMA, em Alverca. Outros países envolvidos no projeto são a Argentina, Chile e República Tcheca.

Concepção artística do Embraer KC-390 com as cores da Força Aérea Portuguesa (Embraer)

Assim como no Brasil, o objetivo de Portugal com a aquisição do KC-390 é substituir a antiga frota de turbo-hélices C-130 Hercules, da norte-americana Lockheed Martin. A FAP possui atualmente quatro Hercules em serviço e eles devem continuar em operação por mais uma década.

Veja mais: Conheça os concorrentes do Embraer C-390 Millennium