EUA abre corredor aéreo para testar aviões comerciais supersônicos

Trecho de 1.232 km de estensão no Kansas é o único local no interior dos EUA onde são permitidos voos supersônicos realizados por civis
O jato supersônico Boom é projetado para voar a 2.335 km/h com 55 passageiros (Divulgação)
O jato supersônico Boom é projetado para voar a 2.335 km/h com 55 passageiros (Divulgação)
O jato supersônico Boom pode ser testado no corredor aéreo do Kansas
O jato supersônico da Boom é projetado para voar a 2.335 km/h com 55 passageiros (Divulgação)

A FAA, a agência de aviação civil dos EUA, assinou um acordo nesta semana com o departamento de transportes do Kansas para a criação de um corredor aéreo no estado onde serão testados protótipos de aeronaves comerciais supersônicas.

O corredor de 1.424 km, projetado como uma via de duas mãos, se estende por quase todo o estado do Kansas, começando em Garden City, a oeste, e terminando em Pittsburg, no leste, em altitudes acima de 39.000 pés (11.887 metros). A velocidade máxima permitida no trecho é de Mach 3 (3.704 km/h).

De acordo com a agência americana, o corredor aéreo será um espaço para testes críticos de aeronaves supersônicas com propósitos comerciais, como os protótipos dos modelos AS2 da Aerion e o Overture da Boom, que devem voar até o final desta década.

“Este ano marca 73 anos desde que Chuck Yeager quebrou a barreira do som, e com isso o corredor de voo supersônico do Kansas terá um papel único na próxima geração de transporte supersônico”, disse o senador Jerry Moran, no anúncio do acordo com a FAA.

O controle do tráfego aéreo no corredor supersônico ficará sob responsabilidade da Divisão de Aviação do Departamento de Transporte do Kansas (KDOT) e o Instituto Nacional de Pesquisas de Aviação (NIAR) da Universidade de Wichita, que vai coletar e analisar dados dos voos realizados no trecho.

“Esta parceria com a KDOT fornece uma capacidade de teste de voo sofisticada e econômica ao alcance de todos os principais fabricantes de aeronaves do país”, disse John Tomblin, diretor executivo do NIAR.

Para o diretor da KDOT, Bob Brock, o corredor proporcionará uma vantagem logística, “uma vez que está é a primeira e única rota comercial de teste de voo supersônico no interior do país”.

Veja mais: FAB vai receber quarta aeronave KC-390 da Embraer nos próximos dias

 

Total
359
Shares
Previous Post
O F-35 é um caça "stealth", capaz de voar sem ser detectado por radares (Divulgação)

Lockheed quer encerrar o ano com 121 caças F-35 entregues

Next Post

Empresa australiana amplia compra de jatos E190 para 30 aviões

Related Posts