Fabricante de carros voadores, Terrafugia encerra operações nos EUA

Empresa controlada pelo grupo chinês Geely vai transferir suas atividades para a China
Terrafugia Transition
O carro voador Terrafugia Transition custa em torno de US$ 300 mil (Terrafugia)

Fabricante norte-americana do carro voador Transition, a Terrafugia encerrará suas atividades de produção e projetos nos EUA, segundo a Forbes. A empresa ganhou as manchetes recentemente por ter conseguido um certificado operacional da FAA (agência de aviação civil dos EUA) para seu misto de automóvel com avião para dois ocupantes.

De acordo com a publicação, a empresa sediada em Woburn, no estado de Massachusetts, demitiu entre 80 e 100 funcionários neste mês. O texto também acrescenta que a empresa, aparentemente, também transferiu a propriedade intelectual e o trabalho de desenvolvimento do Transition para a China. A Terrafugia ainda não comentou o assunto.

A Terrafugia foi fundada em 2006 prometendo concretizar o sonho de construir um carro voador totalmente funcional e seguro, um tipo conceito que acompanha a aviação desde os seus primórdios. No final de 2017, a empresa foi adquirida pelo grupo Zhejiang Geely Holding Group, que também controla as fabricantes de automóveis Lotus e Volvo Cars.

Carro voador

O carro voador da Terrafugia foi homologado recentemente pela FAA na categoria “Special Light-Sport Aircraft” (Special LSA), equivalente a classe “ALE especial” (Aviões Leves Esportivos especial) da ANAC no Brasil.

Como explica a fabricante, o Transition é projetado para atender os padrões de segurança da FAA e da Administração Nacional de Segurança Rodoviária e Tráfego (NHTSA) dos EUA, órgão compatível ao Conselho Nacional de Trânsito (Contran) do Brasil.

O veículo, no entanto, ainda está incompleto: o carro voador é autorizado a voar, mas ainda não tem permissão da NHTSA para rodar em ruas e estradas dos EUA. Ele ainda não foi equipado com airbags e controle eletrônico de estabilidade (ESP), itens de segurança obrigatórios no país.

O modelo atual é impulsionado pelo motor a pistão Rotax 912iS de 100 cavalos de potência e ele tem recursos de proteção como a gaiola de fibra de carbono no cockpit, paraquedas de segurança e freios a disco com ABS nas quatro rodas.

Na estrada, o Transition pode atingir velocidade máxima 110 km/h. Voando, ele alcança até 160 km/h e tem autonomia de 645 km, segundo o fabricante.

Quando operado como um carro, a força do motor é transferida para uma transmissão automática CVT. Para voar, a propulsão é transferida para a hélice impulsora (pusher) e um mecanismo eletro-hidráulico desdobra as asas (e depois dobra novamente).

Veja mais: Companhias aéreas incomuns e estranhas que realmente existiram

Total
74
Shares
Previous Post
Boeing 737 da Aloha: pânico a céu aberto

Milagre nos céus

Next Post
B-1B Lancer - USAF

Força Aérea dos EUA aposenta primeiro bombardeiro B-1B Lancer

Related Posts