Força Aérea dos EUA rebatizará bombardeiros atualizados como B-52J

Veterana aeronave “Stratofortress” está passando pelo maior programa de atualização de sua história, graças à incorporação de motores Rolls Royce F130 e um novo radar AESA
Imagem mostra como ficará o B-52J com os novos motores (USAF)

A Força Aérea dos EUA (USAF) chamará os bombardeiros Boeing Stratorfortress como B-52J após a atualização que trocará seus motores Pratt & Whitney TF-33 pelos F130 fornecidos pela Rolls Royce.

A designação foi confirmada por documentos do orçamento fiscal de 2024, segundo a Air and Space Fortes Magazine.

Até então, havia um entendimento que a USAF rebatizaria o “Buff”, como é conhecido o bombardeiro, como B-52J após a instalação do radar AESA AN/APG-79, da Raytheon, além de novos sistemas de navegação e comunicação.

Com a troca dos oito motores, o veterano jato da Boeing voltaria a ter uma nova denominação – B-52K -, mas a proposta acabou negada.

“Qualquer aeronave B-52H modificada com os novos motores comerciais e subsistemas associados é designada como B-52J”, explicou a USAF no orçamento de 2024.

Motores F130 sendo testados (RR)

Operacional por volta de 2030

A Força Aérea dos EUA está realizando a maior atualização tecnológica do B-52 em seus 61 anos em serviço. A aeronave, que está operacional desde 1955, teve o último exemplar entregue em 1963 e desde então passou por vários aperfeiçoamentos, mas de pequena extensão.

A despeito da idade avançada, o B-52 continua a ser uma plataforma bastante capaz, mas esbarrava nos antigos motores TF-33, que alto consumo de combustível. A solução foi buscar um turbofan civil que pudesse ser adaptado aos suportes do Boeing.

Bombardeiros B-52H (USAF)

A Rolls-Royce foi a vencedora do programa e já testa em solo a versão militar do BR725, um motor que equipa jatos executivos.

O primeiro lote de B-52J deve ser entregue entre 2026 e 2027 e passar por extensivos testes antes de serem declarados operacionais, por volta de 2030. A expectativa é que aeronave complete um século em serviço.

Total
0
Shares
1 comment

Comments are closed.

Previous Post

Embraer pode ter entregue oito jatos comerciais no 1º trimestre de 2023

Next Post

CEO da Saab vem ao Brasil neste mês para inaugurar fábrica do Gripen nacional

Related Posts
Total
0
Share