Jato MC-21-300 é certificado pela Rússia

Modelo da Irkut é o mais avançado avião comercial já desenvolvido no país. Entrada em serviço deverá ocorrer dentro de nove meses
Dois dos protótipos do MC-21-300 (UAC)

A Agência Federal de Transporte Aéreo (Rosaviatsia), como é chamada a autoridade de aviação civil da Rússia, emitiu o certificado de tipo para o jato MC-21-300, produzido pela Irkut, revelou a United Aircraft Corporation (UAC) nesta terça-feira, 28.

A certificação da aeronave ocorre mais de quatro anos e meio após o voo inaugural, em maio de 2017. Com capacidade para transportar de 163 a 211 passageiros, o MC-21-300 é equipado com motores Pratt & Whitney PW1400G, mas que estão com os dias contados no país.

“A obtenção do certificado de tipo da Agência Federal de Transporte Aéreo é o evento mais importante para o programa MC-21 e a indústria da aviação. O documento confirma a prontidão da aeronave MC-21-310 para a produção em série em escala real”, disse o chefe da Rostec Sergey Chemezov.

O jato “possui uma série de inovações de design e a cabine mais ampla de sua categoria. Tenho certeza de que tanto as companhias aéreas quanto os passageiros apreciarão isso ”, acrescentou.

O MC-21-310, que é equipada com motores russos PD-14: certificação esperada para 2022 (UAC)

A entrada em serviço, no entanto, só deverá ocorrer em setembro de 2022 com a Rossiya Airlines. A UAC precisa certificar a variante que é construída com uma seção central da fuselagem e asas produzidas em material composto pela AeroComposite. O primeiro MC-21-300 com esse padrão acaba de realizar o voo inaugural.

“Também testaremos a aeronave em condições de grande altitude, ventos cruzados fortes e temperaturas baixas e altas. Isso permitirá que a Rossiya Airlines opere o MS-21-300 em qualquer área geográfica ”, disse Andrei Boginsky, Diretor Geral da Irkut Corporation.

Outra variante, a MC-21-310, também tem previsão de certificação em 2022. Ela utiliza motores turbofan PD-14, desenvolvidos na Rússia. Por conta de sanções do Ocidente, a UAC tem realizado uma extensa substituição de componentes por similares produzidos no país.

A esperança é que o MC-21 possa superar o fracasso comercial do SSJ-100, um jato regional criado pela Sukhoi que, embora avançado tecnicamente, teve inúmeros problemas de confiabilidade.

Total
17
Shares
Previous Post
O AN-178 foi desenvolvido em pouco mais de três anos (foto - Antonov)

Peru e Ucrânia se desentendem sobre entrega de rival do Embraer KC-390

Next Post
O 737 MAX 8 com matrícula PK-LQP estava em serviço com a Lion Air há menos de 3 meses (Tangerangonline)

Indonésia também libera voos comerciais com o Boeing 737 MAX

Related Posts
Total
17
Share