KC-390 da FAB participará de missão humanitária no Haiti

Aeronave voará para o país caribenho no fim de semana como parte de uma missão multidisciplinar destinada a dar apoio à população após o terremoto ocorrido no dia 14
KC-390 da FAB (Sgt Bianca/FAB)

O jato multimissão KC-390, da Força Aérea Brasileira, será enviado neste final de semana para o Haiti como parte de uma missão humanitária do governo brasileiro.

Segundo nota do Ministério das Relações Exteriores, vários órgãos do governo tomaram a decisão de criar uma missão multidisciplinar no dia 18 a fim de dar apoio humanitário ao país caribenho, que sofreu um grave terremoto no sábado, 14 de agosto.

O abalo sísmico, que registrou 7,2 na escala Richter, havia provocado a morte de 2,1 mil pessoas até esta quinta-feira. O Haiti é um dos países mais pobres do continente americano e passou por outro terremoto ainda mais grave em 2010, que vitimou entre 100 mil e 300 mil pessoas (os dados do governo não são considerados seguros por entidades internacionais).

“A missão deverá ter equipes de especialistas e peritos em busca e resgate em estruturas urbanas colapsadas, além de contar com ‘kits’ de medicamentos e insumos estratégicos para assistência farmacêutica emergencial, doados pelo Ministério da Saúde”, diz a nota conjunta do governo.

Um dos quatro KC-390 da FAB decolará em data ainda não revelada levando pessoal e material de apoio à emergência humanitária para a capital Porto Príncipe. O Brasil liderou uma missão de paz no Haiti promovida pela ONU na década passada.

A frota da FAB conta atualmente com quatro aeronaves KC-390 (FAB)

Substituto do C-130

O KC-390, jato de transporte militar desenvolvido pela Embraer, teve a primeira aeronave entregue para a Força Aérea Brasileira em setembro de 2019. Atualmente, a FAB opera quatro unidades de uma encomenda original de 28 aviões e que estão substituindo os turboélices C-130 Hercules.

No entanto, a Aeronáutica anunciou em maio que reduzirá o pedido, sem esclarecer qual será o número de aeronaves cortadas. O Ministro da pasta, Brigadeiro Carlos de Almeida Baptista Jr., no entanto, afirmou ao jornal Valor que a redução deve variar entre 12 a 15 jatos.

Total
39
Shares
5 1 vote
Article Rating
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nanael Soubaim
3 meses atrás

Mais um serviço humanitário que o famigerado fundo partidário podou.

CARLOS LEANDRO TSCHA
CARLOS LEANDRO TSCHA
3 meses atrás

PORQUE AS VENDAS DO KC-390 NÃO DECOLAM????

Previous Post

Queda do Il-112V pode ter reflexos no programa do turboélice Il-114-300

Next Post

C-17 que levou refugiados do Afeganistão transportou recorde de 823 pessoas

Related Posts