LATAM voltará a voar entre o Rio de Janeiro e Lima em março

Companhia aérea reabriu venda de passagens na rota e que estava suspensa desde o início da pandemia. Voos recomeçam no dia 29 de março com três frequências semanais
(Airway)
A319 da LATAM (Airway)

A LATAM iniciou as vendas de bilhetes entre o Rio de Janeiro (Galeão) e Lima, no Peru. A rota voltará a ser realizada a partir do dia 29 de março com três frequências semanais.

A rota não era operada desde março de 2020, por conta da pandemia. Os voos serão realizado em aeronaves Airbus A319 com 140 assentos (oito na econômica premium e 132 na econômica comum) ou A320 (176 lugares, sendo oito na ecônima premim).

Os voos partirão do Rio às terças, quintas e sábados às 19h10. O retorno de Lima ocorre nos mesmo dias, às 11h15 (horário local). A viagem ida-e-volta tem preços a partir de R$ 2.046.

“Apesar dos efeitos da pandemia, seguimos olhando para o futuro e atentos a todas as oportunidades para retomar mais voos internacionais no Rio de Janeiro. O grande beneficiado é o cliente da LATAM, que voltará a encontrar opções mais rápidas e convenientes para voar ao exterior, principalmente com todas opções que temos no nosso importante hub de Lima, no Peru. Além disso, os viajantes estrangeiros também voltam a ter melhores opções para visitar o nosso País”, disse Diogo Elias, diretor de Vendas e Marketing da LATAM Brasil.

Trata-se do segundo voo internacional reativado pela empresa no Aeroporto do Galeão. Em novembro passado, a LATAM voltou a voar para Santiago do Chile a partir da capital fluminense com frequência diária.

O aumento dos voos no aeroporto internacional ocorre em meio à polêmica sobre a concessão do Aeroporto Santos Dumont, planejada pelo governo federal, mas que é criticada pelo governo do estado e a prefeitura do Rio. No edital, o Ministério da Infraestrutura prevê ampliar as operações no terminal aéreo central, o que deve causar mais dificuldades para a recuperação do movimento no Galeão, dizem os críticos da concessão.

Total
0
Shares
Previous Post

Airbus rescinde contrato de 50 A321neo com a Qatar Airways

Next Post

Monomotor LMS-901 decola pela primeira vez

Related Posts