Primeiro A-29 Super Tucano da Nigéria tem pintura revelada

Avião de ataque leve é parte de uma encomenda de 12 unidades que começará a ser entregue em 2021
Super Tucano - Força Aérea da Nigéria
O primeiro A-29 Super Tucano da Nigéria com sua pintura finalizada (Embraer)
O primeiro A-29 Super Tucano da Nigéria com sua pintura finalizada (Embraer)

Imagens do primeiro A-29 Super Tucano da Força Aérea da Nigéria (NAF) foram reveladas nesta quinta-feira e circulam nas redes sociais atribuídas à Embraer e a Sierra Nevada Corporation, parceiras no programa do avião de ataque leve e reconhecimento.

A Nigéria adquiriu 12 A-29 Super Tucano em dezembro de 2018, por meio de um programa de apoio dos Estados Unidos a países que lutam contra o terrorismo. O primeiro desses turboélices realizou seu voo inaugural na Flórida em abril, mas não havia recebido sua pintura definitiva, que agora se sabe, utiliza uma camuflagem para regiões desérticas.

Todos as 12 aeronaves serão montadas na fábrica de Jacksonville, nos EUA. Já o primeiro A-29 seguirá em breve para o aeroporto Centennial, em Denver no Colorado, onde os pilotos da NAF realizarão seu treinamento.

Segundo a Embraer, o Super Tucano é utilizado por 15 forças aéreas no mundo, entre elas, a República Dominica, Equador, Indonésia, e Filipinas. A aeronave, uma versão aprimorada do avião treinamento EMB-312, tem sido avaliada pela Força Aérea dos EUA em uma concorrência para uma aeronave leve de ataque e apoio terrestre.

Duas unidades do A-29 foram adquiridas recentemente pelo governo norte-americano para seguir com as avaliações, juntamente como seu rival, o AT-6. Segundo a Sierra Nevada, os novos Super Tucanos serão usados no Comando de Operações Especiais da Força Aérea. Com seu baixo custo de operação e versatilidade, o Super Tucano tem sido uma opção interessante para uso em missões contra grupo terroristas e guerrilhas.

A Força Aérea da Nigéria encomendou 12 aviões em 2018 (Embraer)

Veja também: Dois pilotos morrem em acidente com Super Tucano no Mali

Total
125
Shares
Previous Post

Cessna Caravan com motor elétrico completa primeiro voo

Next Post

Embraer vê mercado favorável para seus jatos no pós-pandemia

Related Posts