Cessna Caravan com motor elétrico completa primeiro voo

Idealizadores do projeto esperam ter a aeronave pronta para realizar voos comercial em 2021
(magniX)
Apesar de pequeno, o eCaravan já é o maior avião elétrico do mundo (magniX)

Voou hoje pela primeira vez em Moses Lake, no estado de Washington, nos EUA, o eCaravan, o maior avião elétrico do mundo. A aeronave baseada no popular monomotor turboélice Cessna Caravan C208B foi adaptada pela fabricante de motores elétricos magniX e empresa aeroespacial AeroTEC, ambas norte-americanas.

“Como a maior aeronave totalmente elétrica do mundo, este primeiro voo é um marco significativo para disrupção do setor de transporte e acelera a revolução da aviação elétrica”, diz o comunicado da magniX, acrescentando que o objetivo da aeronave elétrica “é conectar melhor as comunidades, trazendo ao mercado de propulsão totalmente elétrica o menor custo de operação e zero emissão”.

O eCaravan é impulsionado pelo motor elétrico Magnix500, de hélice única, que fornece 750 cavalos de potência. Esse mesmo propulsor também foi aplicado em um De Havilland Canada DHC-2 Beaver da Harbour Air, companhia aérea regional canadense que opera com hidroaviões e que em breve será a primeira empresa a oferecer voos comerciais com aviões elétricos.

A aeronave tem capacidade para transportar nove passageiros e pode ser comandada por apenas um piloto. Segundo a magniX, o Caravan elétrico pode voar a velocidade máxima de 182 km/h e tem alcance de 160 km. Os idealizadores do projeto esperam que o eCaravan possa operar em voos comerciais até o final de 2021.

O setor de aviação é amplamente regulamentado pela segurança, mas a magniX espera que, com a adaptação de uma aeronave existente, o processo de certificação de aviões elétricos possa ser acelerado.

O motor elétrico do eCaravan gera 750 cavalos de potência (magniX)

Roy Ganzarski, CEO da magniX, enfatizou que os aviões atualmente são caros e altamente poluentes. “Os aviões elétricos terão um custo operacional 40% a 70% menor por hora de voo”, acrescentou.

“Isso significa que as companhias aéreas poderão voar com mais aviões em aeroportos menores, o que significa uma experiência porta-a-porta menor sem emissões nocivas de CO2”, concluiu Ganzarski.

Veja mais: Embraer realiza primeiro teste estático com avião elétrico

Total
375
Shares
0 0 votes
Article Rating
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Wellyngton
2 anos atrás

Vou comprar um c Deus permitir!!!!

Leo
Leo
2 anos atrás

Esse é show

Previous Post

Gigante anfíbio da China: AVIC prepara AG600 para testes no mar

Next Post
Super Tucano - Força Aérea da Nigéria

Primeiro A-29 Super Tucano da Nigéria tem pintura revelada

Related Posts
Total
375
Share