Primeiro motor turbofan projetado na Rússia é aprovado para produção

Primeiro motor turbofan da Rússia moderna, Aviadvigatel PD-14 vai equipar o novo jato comercial Irkut MC-21
Motor turbofan Aviadvigatel PD-14
Primeiro motor turbofan da Rússia moderna: PD-14 está em desenvolvimento há uma década (Rostec)

Primeiro motor turbofan desenvolvido na Rússia moderna, o Aviadvigatel PD-14 recebeu a aprovação da agência federal de transporte aéreo russa (Rosaviation) para ser produzido em série e entregue aos clientes. A certificação foi emitida para a UEC-Perm Motors, unidade do grupo United Engine Corporation (UEC) que será responsável pela construção dos motores.

Grupo estatal que controla a UEC e diversas outras empresas de tecnologia na Rússia, a Rostec informou que a homologação do PD-14 ocorreu em dois estágios. Na primeira fase, a comissão, que incluía representantes da Rosaviation e outras autoridades, analisou o sistema de gestão de qualidade de produção de acordo com os regulamentos da agência de aviação russa. Na segunda etapa, especialistas avaliaram os processos tecnológicos de fabricação, montagem e testes dos motores.

O primeiro avião a receber o novo turbofan será o MC-21, produzido localmente pela Irkut – empresa do grupo United Aircraft Corporation, que também é dirigido pela Rostec. A variante com o motor o russo é chamada de MC-21-310. A primeira versão da aeronave, impulsionada por motores Pratt & Whitney PW1400G, é o MC-21-300.

“O PD-14 se tornou o ancestral de toda uma família de motores domésticas, que utilizam os materiais e as tecnologias mais modernas. A aprovação do certificado possibilita o início da produção em série desses motores. Em 2021, está prevista a produção de vários novos PD-14s, que serão usados ​​como reserva durante os testes de voo da nova aeronave MS-21-310”, disse Anatoly Serdyukov, diretor industrial do cluster de aviação da Rostec.

Irkut MC-21
O jato russo MC-21 será o primeiro avião a receber o novo turbofan Aviadvigatel PD-14 (UAC)

Herança soviética

O turbofan Aviadvigatel PD-14 começou a ser desenvolvido há uma década como substituto do motor PS-90, que é usado em jatos como o Il-96 e o Tu-204. Para isso a meta era gerar uma economia de 15% em relação a ele, graças à razão de derivação superior, de 8.5:1, ao diâmetro de 1,9 m e ao empuxo, de 30.800 lbs. No entanto, o PD-14 é inferior nesse aspecto aos motores ocidentais como o CFM Leap e o próprio PW1000G que equipa a variante MC-21-300.

Os voos de teste com o motor tiveram início apenas em 2015 com um cargueiro Il-76 adaptado para recebê-lo. O turbofan acabou sendo certificado pelas autoridades russas em 2018, mas a Irkut levou mais dois anos para finalizar um avião de teste dedicado ao PD-14.

O primeiro protótipo do MC-21 com o motor russo começou a ser testado em dezembro de 2020. A fabricante, porém, ainda não divulgou um prazo para a entrada em serviço da variante com os turbofans PD-14. Por outro lado, o modelo com motores ocidentais deve chegar ao mercado até o fim deste ano.

Ilyushin Il-76
Motor PD-14 instalado na asa de um Ilyushin Il-76 (Alex Snow)

Veja mais: Conheça os novos aviões comerciais que estão chegando ao mercado

Total
55
Shares
Previous Post

Jato de ocasião, ERJ 140 deixará de voar na American Airlines

Next Post
Primeiro voo do avião-tanque KC-46 destinado à Força Aérea do Japão

Avião-tanque Boeing KC-46 do Japão completa primeiro voo

Related Posts