O novo motor a jato da RR tem 3,55 metros de diâmetro (Rolls-Royce)

A Rolls-Royce informou nesta terça-feira (11) que iniciou a construção das primeiras peças do UltraFan, o maior motor de avião de todos os tempos. O trabalho é realizado no centro de tecnologia da empresa em Bristol, no Reino Unido.

Os primeiros componentes do UltraFan em fase de produção são as pás do motor. Combinadas, as lâminas têm um diâmetro de 3,55 metros, quase o mesmo tamanho da fuselagem de uma aeronave de corpo estreito atual, como o Boeing 737 ou o Airbus A320.

A fabricante britânica afirma que o UltraFan “estabelecerá novos padrões de eficiência e sustentabilidade” oferecendo uma redução de 25% no consumo de combustível comparado ao desempenho da primeira geração dos motores Trent, que serve de base para o novo turbofan.

A RR explica que parte dessa melhoria em eficiência vem justamente das novas pás projetadas para o UltraFan, que reduzem o peso de uma aeronave bimotor em 700 kg, algo equivalente a sete passageiros a bordo de um jato comercial.

As pás do motor são fabricadas através do acúmulo de centenas de “folhas” de fibra de carbono e resina. Cada lâmina ainda possui uma fina borda de titânio, detalhe que segundo a fabricante oferece “proteção extrema” contra erosão, objetos estranhos e colisões com pássaros.

Outros avanços contidos no UltraFan são componentes internos de cerâmica mais resistentes ao calor e um novo projeto de engrenagens para melhorar a eficiência do motor. A nova série deverá originar uma família de motores com empuxo escalável entre 25.000 lbf e 100.000 lbf.

“Está é a década do UltraFan e é emocionante entrar da década de 2020 com o início da produção do motor de demonstração. Temos todos os componentes, o design, as tecnologias, um novo banco de testes e agora estamos realmente vendo as partes do motor se unirem”, disse Chris Cholerton, presidente da Rolls-Royce Civil Aerospace.

Os testes em solo com o UltraFan serão iniciado a partir de 2021 e o motor deve chegar ao mercado até final deste década, informou a fabricante. O propulsor de última geração também será avaliado na nova aeronave de teste de motor da RR, um Boeing 747-400 (ex-Qantas Airways).

A RR vai usar um Boeing 747-400 como plataforma aérea de testes com o UltraFan(Rolls-Royce)

O UltraFan ainda é um demonstrador de tecnologia e por isso não foi selecionado para impulsionar algum avião. A expectativa, porém, é que ele seja usado em grandes jatos comerciais, como o novo Boeing 777X e quem sabe até em versões futuras do Airbus A350.

O maior motor que equipa uma aeronave atualmente é o GE9X da General Eletric, usado na nova geração do 777 – que chega ao mercado em 2021. O turbofan fabricado nos EUA tem 3,2 metros de diâmetro, quase a mesma circunferência da fuselagem de um 737.

Veja mais: Rolls-Royce prepara avião elétrico para quebrar recordes de velocidade