SkyWest encomenda mais nove jatos Embraer E175

Como novo pedido, frota da companhia dos EUA contará com 158 jatos E175; encomenda é avaliada em US$ 422 milhões
O Embraer E175 domina o segmento de jatos para 70 ocupantes na América do Norte (Embraer)
O Embraer E175 domina o segmento de jatos para 70 ocupantes na América do Norte (Embraer)
O jato Embraer E175 pode transportar cerca de 70 passageiros (Embraer)
O E175 é o jato regional mais utilizado no mercado norte-americano (Embraer)

O grupo SkyWest, dos Estados Unidos, confirmou nessa quinta-feira (31/1) um novo pedido firme por nove jatos E175 cujas entregas devem começar em 2019. A encomenda é avaliada em US$ 422 milhões, de acordo com os preços atuais da aeronave, e já esta incluída na carteira de pedidos firmes do quarto trimestre de 2018 da fabricante. As aeronaves encomendadas serão configuradas com 76 assentos.

Desde 2013, a SkyWest encomendou um total de 158 jatos E175, incluindo as nove unidades do novo pedido. “Estamos extremamente orgulhosos com o apoio contínuo da SkyWest ao programa E-Jets e com o fato de o E175 apresentar um desempenho superior na América do Norte. Sem dúvida, o E175 se tornou a referência do mercado de aviação regional nos Estados Unidos”, disse Charlie Hillis, diretor de vendas e marketing para América do Norte da Embraer Aviação Comercial.

A SkyWest opera por meio de parcerias com as empresas americanas United Airlines, Delta, American Airlines e Alaska Airlines. As novas aeronaves encomendadas, porém, serão operadas pela própria companhia aérea do grupo, a SkyWest Airlines.

Com este novo contrato, a Embraer soma 565 jatos E175 vendidos para companhias aéreas na América do Norte desde janeiro de 2013, sendo a responsável por mais de 80% de todos os pedidos neste segmento de jatos de 70 a 76 assentos.

Cliente histórico

A Embraer tem uma longa relação com o grupo SkyWest, hoje o segundo maior operador dos E-Jets no mundo, atrás apenas da Republic Airways, que também opera no EUA. A empresa americana foi um dos primeiros clientes do turbo-hélice EMB-120 Brasília, com o qual voou por 30 anos, entre 1985 e 2015.

Embraer EMB 120 Brasilia com pintura comemorativa da Skywest
Embraer EMB 120 Brasilia com pintura comemorativa da Skywest

Veja mais: Cancelamento de pedidos da Emirates pode encerrar produção do Airbus A380

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marco Andrade
Marco Andrade
2 anos atrás

A importância do mercado americano para Embraer. O mercado nacional não tem condições de absorver a produção da empresa.

Previous Post
A Emirates é o maior operador do A380, com mais de 100 unidades na frota (Airbus)

Cancelamento de pedidos da Emirates pode encerrar produção do A380

Next Post
(Gol)

Como os aviões se orientam durante o voo?

Related Posts