Stratolaunch recebe o Boeing 747 ex-lançador de foguetes da Virgin Orbit

Aeronave 747-400 conhecida como “Garota Cósmica” pousou no deserto de Mojave, onde fica a base da companhia dona do maior avião do mundo, o Roc. Voos com o agora “The Spirit of Mojave” terão início na primeira metade de 2024
O novo avião da Stratolaunch, batizado de “The Spirit of Mojave” (Stratolaunch)

O “Roc”, maior avião do mundo em atividade, ganhou a companhia de outro jato de grande porte, “The Spirit of Mojave” (Espírito de Mojave), um Boeing 747-400 que já foi capaz de lançar foguetes ao espaço.

A nova aeronave é bastante conhecida do público já que se tratava da “Cosmic Girl” (Garota Cósmica), usada pela falida Virgin Orbit até janeiro deste ano, quando um lançamento a partir da Inglaterra falhou e colocou a empresa em uma situação financeira crítica.

Em março, a Virgin Orbit suspendeu as atividades e demitiu seus 675 funcionários. Poucas semanas depois, os ativos da companhia foram leiloados para pagar suas dívidas.

O Boeing 747-400 foi arrematado pela Stratolaunch por US$ 17 milhões e então preparado para entrega, recebendo uma nova pintura com as cores preto e branco da empresa dos EUA.

A Stratolaunch, no entanto, não pretende retomar seu antigo plano de lançar satélites e outros objetos ao espaço, como era a ideia original do Roc, um jato de seis motores com duas fuselagens gêmeas projetado pela Scaled Composites.

Aeronave voltará a realizar missões no primeiro semestre de 2024 (Stratolaunch)

Velho conhecido de Mojave

O Boeing será usado, na verdade, como uma aeronave de apoio aos voos de lançamento de aeronaves hipersônicas de testes, liderada pelo gigante Roc.

O 747-400 possuía um enorme pilone na asa esquerda, que transportava o LauncherOne, foguete desenvolvido pela Virgin Orbit e capaz de lançar cargas de até 300 kg em órbita. Como agora sua missão será outra, possivelmente a nova dona fará modificações na sua estrutura.

Boeing 747-400 'Cosmic Girl' - Virgin Orbit
O Boeing 747-400 com o foguete LauncherOne transportado na asa esquerda (Virgin Orbit)

Segundo a Stratolaunch, o aeronave quadrimotor “The Spirit of Mojave” passará por um período de reconfiguração até voltar a voar ainda no primeiro semestre de 2024.

Siga o AIRWAY nas redes: Facebook | LinkedIn | Youtube | Instagram | Twitter

Um fato interessante a respeito do Boeing 747-400 ex-Virgin Orbit é que a aeronave realizou cinco dos seis lançamentos a partir do mesmo Aeroporto de Mojave.

Outra curiosidade: o “Roc” foi equipado com turbofans que eram usados justamente no 747-400, mas as duas aeronaves têm motores de fabricantes diferentes. O avião de fuselagem gêmea utiliza o PW4056, da Pratt & Whitney, enquanto o “The Spirit of Mojave”, o CF6-80, da GE.

Total
0
Shares
Previous Post

Dois únicos Airbus A350 da Azul não têm mais voos programados a partir de 23 de janeiro

Next Post

Força Aérea Portuguesa (FAP) está de olho no caça F-35 para substituir seus F-16

Related Posts
Total
0
Share