Suécia recebe brasileiros que vão trabalhar no Gripen

Primeiro grupo com 46 engenheiros e técnicos da Embraer e AEL Sistemas ficarão um ano no país
A primeiras unidades do novo caça Gripen NG devem ser incorporadas a FAB a partir de 2019 (Imagem - Saab)
A primeiras unidades do novo caça Gripen NG devem ser incorporadas a FAB a partir de 2019 (Imagem – Saab)
A primeiras unidades do novo caça Gripen NG devem ser incorporadas a FAB a partir de 2019 (Imagem - Saab)
A primeiras unidades do novo caça Gripen NG devem ser incorporadas a FAB a partir de 2019 (SAAB)

Um grupo de 46 engenheiros e técnicos brasileiros serão enviados a Suécia neste mês para trabalhar, a partir de 19 de outubro, no desenvolvimento do novo caça SAAB Gripen NG, aeronave que vai equipar a Força Aérea Brasileira (FAB) a partir de 2019. Os profissionais envolvidos são funcionários da Embraer e AEL Sistemas, de Porto Alegre (RS) e vão trabalhar durante um ano no país.

O envio de profissionais brasileiros às instalações da SAAB está prevista em contrato. Esses engenheiros e técnicos serão responsáveis por efetivar a transferência de tecnologia do caça para o Brasil, coordenada pela Embraer.

“Este importante acontecimento marca o início formal do programa Gripen NG brasileiro. Agora vamos trabalhar a toda velocidade para garantir as entregas no prazo determinado”, afirmou Häkan Buskhe, presidente e CEO da Saab, em comunicado.

Até 2020, a Embraer planeja enviar 280 funcionários a Suécia, dividos em grupos sazonais. O contrato efetuado entre os países prevê a aquisição de 36 caças, sendo que parte deles serão fabricados pela Embraer, em Gavião Peixoto (SP) – o Gripen NG será o primeiro avião supersônico produzido no Brasil.

A Embraer também será responsável pelo desenvolvimento completo do Gripen NG na versão para dois pilotos.

O Gripen NG poderá carregar armas inteligentes e voar a mais de 2.200 km/h (Flygvapnet)
O Gripen NG poderá carregar armas inteligentes e voar a mais de 2.200 km/h (Flygvapnet)

A AEL Sistemas, por sua vez, vai participar do projeto desenvolvendo sistemas aviônicos, visor frontal (HUD) capacete com visor e display eletrônico do painel de instrumentos (WAD).

O contrato de compra dos novos caças da FAB vai custar ao governo brasileiro US$ 4,7 bilhões, dos quais US$ 245,3 milhão serão destinados a compra de armamentos especifícos para os novos jatos.

Gripen NG

O Gripen NG é uma aeronave de combate multimissão, capaz de realizar operações de bombardeio ou combate aéreo. No Brasil, o caça sueco será responsável por preencher uma lacuna deixada pelos Mirage 2000, aposentados em 2013. Desde então, a tarefa de defesa aérea ficou destinada aos F-5, que tem performance limitada comparado ao Gripen.

O Gripen C/D é diferente da versão "NG", que será entregue a FAB a partir de 2019 (Foto - Força Aérea da Suécia)
O Gripen C/D é diferente da versão “NG”, que será entregue a FAB a partir de 2019 (Foto – Força Aérea da Suécia)

O avião que o Brasil comprou é a versão mais recente do Gripen. O aparelho ainda não voou, mas já é considerado um dos mais avançados do mundo e com uma boa relação de custo e benefício. Segundo o fabricante, a aeronave poderá voar a mais de 2.200 km/h e poderá lançar mísseis de longo alcance, capazes de deter a ameaças antes mesmo do contato visual.

A SAAB também trabalha em uma versão naval do Gripen NG, para ser utilizada em porta-aviões. Essa opção foi elaborada justamente para chamar a atenção da Marinha Brasileira, que atualmente está realizando uma reforma completa no navio aeródromo NAe São Paulo para voltar ao mar na próxima década.

Veja mais: Oficiais da FAB aprendem a pilotar o Gripen na Suécia

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
kerwson lisi
6 anos atrás

Óbvio é comprar armas de quem vai a guerra e testa seus artefatos na ação real.Assim sendo, nosso país administrado pela ralé comunista dos corruPTos, fez opção errada por este caça monoreator, quando deveria ter feito opção pelo F15, nem digo F18 de custo e manutenção cara. Hoje existe mais de 400 aviões F15 voando só nos EUA, sem falar em outros países.Agora o fabricante fez a atualização do F15 para a versão F15-2040C, simplesmente fantástica, e nós nada. Ao ver este caça sueco com uma só turbina lembro-me de um acidente na Base Aérea de Natal, durante uma apresentação pública, um F5E falhou sua única turbina e matou um dos nossos valiosos pilotos na frente de sua própria família.

Meadow Brook
Meadow Brook
6 anos atrás

Caça Gripen é multitarefa bem melhor do que as versões norte-americanas. Que possui uma funcionalidade limitada e só opera com arsenal ar-ar

ricardo
ricardo
6 anos atrás

F5E é bimotor

Previous Post
O voo mais longo do mundo será operado pela Air India com aeronaves Boeing 747-400 (Air India)

Companhia da Índia terá o voo mais longo do mundo

Next Post
O B-58 Hustler podia voar a 2.230 km/h e lançar bombas nucleares; foram fabricadas 116 unidades (USAF)

B-58 Hustler, o primeiro bombardeiro supersônico

Related Posts
Total
0
Share