Trump pode cancelar novo Air Force One

Novo presidente dos EUA questiona valor do próximo avião presidencial: “Queremos que a Boeing ganhe muito dinheiro, mas não tanto assim”
O Air Force One atual entrou em operação em 1990 (USAF)
O Air Force One atual entrou em operação em 1990 (USAF)
O Air Force One atual entrou em operação em 1990 (USAF)
O Air Force One atual entrou em operação em 1990 (USAF)

Recém-eleito presidente dos Estados Unidos, Donald Trump questionou nesta terça-feira (6) o programa para aquisição do novo Air Force One, o avião presidencial do país. Pelo twitter, Trump afirmou que o valor da nova aeronave proposta pela Boeing, avaliada em mais de US$ 4 bilhões, “está fora de controle” e pede o cancelamento do pedido.

Conversando com repórteres nesta manhã na Trump Tower, em Nova York, o novo presidente dos EUA foi ainda mais enfático: “O plano está totalmente fora de controle. O programa do Air Force One vai custar mais de US$ 4 bilhões, e eu acho isso ridículo. Penso que a Boeing pode reduzir esse número. Queremos que a Boeing ganhe muito dinheiro, mas não tanto dinheiro assim”, contou Trump, que vai assumir a Casa Branca em 20 de janeiro de 2017.

Logo em seguida, o porta-voz de Trump, Jason Miller, deu outra visão do ponto de vista do futuro presidente dos EUA. “Trump planeja examinar atentamento o orçamento do Pentágono e encontrar áreas onde é possível poupar. As pessoas estão realmente frustradas com algins dos grandes valores que estão destinados a outros programas, além deste”, completou Miller.

Em comunicado oficial, a Boeing afirmou que atualmente está trabalhando “para ajudar a determinar as capacidades desses complexos aviões militares que atendem aos requisitos exclusivos do presidente dos EUA”. Até o momento, essa parte do projeto, que avalia as necessidades da nova aeronave, já custou US$ 170 milhões.

“Estamos ansiosos para trabalhar com a Força Aérea dos EUA nas fases subseqüentes do programa, que vai nos permitir entregar os melhores aviões para o presidente no melhor valor para o contribuinte americano”, encerra a nota da fabricante.

Novo Air Force One

Em janeiro de 2015, a Boeing foi selecionada para desenvolver a nova geração do Air Force One, proposto na plataforma do 747-8. Atualmente, a Força Aérea dos EUA (USAF) possui dois Boeing 747-200B na função de transporte presidencial. As aeronaves estrearam em 1990 e no final desta década terão alcançado o limite de seus ciclos.

A previsão é de que os novos jatos entrem em operação entre 2019 e 2012. Isso se Trump não suspendê-lo…

Fonte: The Washington Post

Veja mais: Saiba como funciona a “carona” em aviões da FAB

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Amarílio Alencar
Amarílio Alencar
5 anos atrás

A Boeing deveria dar de graça para o presidente um avião desses. Agora eu fico a pensar… Já i.aginou um Air-Force One vendido pela Odebrecht, quanto custaria?

Previous Post
A procedência de uma aeronave pode ser verificada nos registros da ANAC (Divulgação)

Tragédias expõem riscos do fretamento

Next Post
O F-22 Raptor é atualmente o único caça Stealth operacional no mundo (Foto - USAF)

Caças F-22 estão perdendo revestimento “invisível”

Related Posts