2021 foi o segundo ano mais seguro na aviação comercial

Dados preliminares mostram apenas quatro acidentes fatais com aeronaves comerciais, com 81 mortes
Let-410 que se acidentou na Rússia em setembro (Mchs.gov.ru, CC BY 4.0)

O ano de 2021 terminou com o registro de apenas um acidente fatal com uma aeronave comercial de grande porte e 125 vidas perdidas, segundo dados preliminares do site Aviation Safety Network (ASN), que compila esses dados.

Na verdade, há quase um ano não temos um acidente grave com um jato comercial já que o último episódio aconteceu em 9 de janeiro de 2021 com um Boeing 737-500 da Sriwijaya Air.

O voo SJ182 decolou de Jakarta, capital da Indonésia, mas caiu no Mar de Java logo depois, com a perda de 62 pessoas, entre passageiros e tripulantes.

Trata-se de uma coincidência infeliz já que o acidente com o 737-500 ocorreu próximo de onde caiu o 737 MAX 8 da Lion Air, em 2018, que foi o estopim para uma imensa revisão na segurança na versão mais moderna da aeronave.

O Boeing da Sriwijaya Air, ao contrário, tinha quase 27 anos e, embora as investigações ainda estejam sendo realizadas, a causa provável teria envolvido o chamado “autothrottle” do jato, dispositivo que acelera os motores automaticamente.

Além do 737, mais três aeronaves comerciais, todas elas turboélices, tiveram acidentes fatais durante 2021.

Boeing 737-500 Sriwijaya Air (PK-REN via Wikimedia Commons)
Boeing 737-500 Sriwijaya Air (PK-REN via Wikimedia Commons)

Em 2 de março, um bimotor Let-410 da South Sudan Supreme Airlines caiu no país matando os 10 ocupantes. Outra aeronave do mesmo tipo se acidentou em 12 de setembro na Rússia após atingir árvores durante a aproximação para pouso na Sibéria.

O acidente mais recente com um avião comercial ocorreu no dia 23 de dezembro na República Democrática do Congo. Um Shorts 360 da Malu Aviation caiu logo após a decolagem, vitimando cinco pessoas – a companhia é banida de voar pela União Europeia.

Segundo os registros do ASN, 2021 só não foi mais seguro que 2017, quando apenas 59 pessas faleceram em 14 acidentes aéreos. No ano passado, o site computou 10 acidentes, marca um pouco maior que 2020, quando ocorreram oito acidentes.

0,18 acidentes fatais por milhão de voos

A consultoria To70 realizou um levantamento semelhante, que apontou 81 fatalidades em 2021. De acordo com a empresa, ocorreram 38 acidentes no transporte aéreo contra 40 em 2020, mas dos quais cinco foram fatais e que vitimaram 299 pessoas.

Assim como o ASN, a To70 também considerou 2021 o segundo ano mais seguro no transporte aéreo, atrás apenas de 2017. A razão de acidentes fatais no ano passado foi de somente 0,18 por milhão de voos, comparado aos 0,27 acidentes fatais por milhão de voos em 2020.

Total
40
Shares
Previous Post

EGO Airways perde seu único E190 e pode optar pelo russo SSJ100

Next Post
(MAP)

Aquisição da MAP pela Gol é aprovada pelo CADE

Related Posts