Leva 174 passageiros: A Azul tem a maior frota de jatos A320neo no Brasil, com 40 aparelho (Luis Alberto Neves)

Pousaram hoje em Congonhas os primeiros voos da Azul operados no aeroporto paulistano com jatos Airbus A320neo, provenientes de Cuiabá (MT) e Recife (PE). A estreia acontece cerca de um ano após a companhia iniciar os trâmites regulatórios com a ANAC para certificar o uso da aeronave de nova geração no terminal aéreo central de São Paulo. Na última semana, o jato estreou no aeroporto Santos Dumont (SDU), no Rio de Janeiro.

A Azul recebeu os primeiro A320neo no final de 2016. Essas aeronaves, porém, não eram equipadas com o pacote SHARP (Short Airfield Package), que conta com adaptações aerodinâmicas que permitem, com segurança, o pouso e decolagem em aeroportos com pistas curtas, como é o caso do Santos Dumont. No fim de 2017, a companhia adquiriu os primeiro aparelhos com as modificações, visando, justamente, a operação no SDU (cuja pista principal tem 1.323 metros de comprimento).

O processo de certificação de operações do A320neo nos aeroportos de Congonhas e Santos Dumont foi dividido em quatro fases, explicou a companhia.

Na primeira etapa, em uma reunião, a transportadora recebeu as orientações da ANAC sobre os procedimentos que serviram de base neste novo projeto. Depois, a companhia protocolou os seus manuais e aguardou a análise do material. Após alguns ajustes, a empresa alcançou a quase fase do processo, que consiste no acompanhamento de um voo de simulador pelos inspetores da agência reguladora, realizado na universidade corporativa da Azul, em Campinas.

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, a equipe de Operações da Azul montou uma estrutura de câmeras e fez uma transmissão ao vivo para que os inspetores da ANAC pudessem acompanhar remotamente a performance dos pilotos. Essas sessões de simuladores contemplaram inúmeras manobras de rejeição de decolagem, operação com pista seca, molhada e com perde motor na aproximação para pouso e arremetidas, checando as reações e atitudes esperadas pelo tripulantes.

Concluídos os testes, a Azul recebeu, na última sexta-feira, 12 de junho, a aprovação completa da ANAC para operar o A320neo nos aeroportos de Congonhas e Santos Dumont.

Por hora, a Azul vai utilizar o A320neo em Congonhas somente em voos com destino a Cuiabá e Recife. Mais adiante, com a retomada do setor aéreo após a pandemia, a aeronave também será empregada na ponte aérea Rio-São Paulo, rota que a empresa vem realizando desde agosto de 2019 com jatos Embraer E190 e E195.

Veja mais: Companhia regional da China encomenda 100 jatos da Comac