Caça Sukhoi Checkmate estará no Dubai Airshow

Maquete do jato monomotor com características furtivas fará parte do estande da Rostec no evento que ocorrerá nos Emirados Árabes Unidos entre 14 e 18 de novembro
O Sukhoi Checkmate (UAC)

A Rostec, estatal de tecnologia que controla várias empresas aeroespaciais russas, confirmou a presença da maquete em tamanho real do “Checkmate”, caça monomotor furtivo, no Dubai Airshow, que ocorrerá entre os dias 14 e 18 de novembro nos Emirados Árabes Unidos.

A aeronave foi revelada no MAKS 2021, maior evento do gênero na Rússia, e que ocorreu em julho. A confirmação foi feita por uma fonte da agência TASS.

“O Checkmate despertou grande interesse no exterior. Os Emirados Árabes Unidos são um excelente local para apresentar a aeronave a um amplo grupo de parceiros em potencial. Há planos de realizar uma série de apresentações a portas fechadas para os participantes do show aéreo e uma apresentação aberta para visitantes e representantes da mídia”, disse a fonte.

O governo da Rússia enxerga no caça desenvolvido pela Sukhoi, e informalmente chamado de Su-75, um potencial produto de exportação. Isso explicaria a urgência em levar a maquete para seu primeiro evento no exterior.

Maquete foi apresentada no MAKS 2021

O projeto do Checkmate ainda está no início, com previsão do voo inaugural ocorrer apenas em 2023. A produção em série é cogitada para 2026, mas até agora a Força Aérea da Rússia não anunciou uma encomenda do jato supersônico que, em tese, não atende aos critérios dos militares do país, focados apenas em aeronaves de dois motores.

O Checkmate foi pensado como um jato de combate mais barato e que se beneficia dos avanços obtidos pelo Su-57. Ele será capaz de voar a Mach 1.8 e terá um alcance operacional de 3.000 km. A carga de armamentos chega a sete toneladas, transportada em cabides externos e num compartimento interno.

Como outros projetos recentes, o Sukhoi incorpora uma arquitetura aberta de aviônicos a fim de poder ser atualizado ou modificado de forma rápida.

A Rostec espera conquistar encomendas de países com orçamento de defesa restrito e que precisam modernizar suas forças aéreas. Alexander Mikheyev, CEO da Rosoboronexport, companhia dedicada a exportar produtos russos, afirmou que várias nações na América do Sul são potenciais clientes do Checkmate.

Total
42
Shares
Previous Post

Emirates vai reciclar seu primeiro Airbus A380

Next Post

Azul quer fazer proposta de compra por todo grupo LATAM

Related Posts