Conheça os maiores aviões em operação no Brasil

TAM lidera a lista com as maiores aeronaves no País, com Boeing 777 e o Airbus A330; FAB também opera “grandalhões”
Com 63,7 metros de comprimento e 64,8 m de envergadura, o Boeing 777 é o maior avião em operação no Brasil
Com 63,7 metros de comprimento, o Boeing 777 é o maior avião em operação por uma empresa brasileira (Foto – TAM)
Com 63,7 metros de comprimento, o Boeing 777 é o maior avião operando por uma empresa brasileira (Foto - TAM)
Com 63,7 metros de comprimento, o Boeing 777 é o maior avião operando por uma empresa brasileira (Foto – TAM)

Já houve um tempo em que operavam no Brasil aeronaves maiores do que as que voam atualmente por companhias nacionais e a Força Aérea Brasileira. A Varig, em seu auge, chegou a ter o Boeing 747-400, e a Tam, utilizou o trimotor MD-11, ambos aviões com quase 70 metros de comprimento, os maiores de seus tempos. Hoje as medidas usadas nos céus do País são mais modestas

A TAM é a companhia com os maiores aviões no Brasil, com aparelhos como o Boeing 777 e 767, além do Airbus A330, todos cumprindo rotas internacionais. A Azul também se renovou e recentemente fechou sua frota de A330, com sete unidades, para voar até outros países.

Uma aeronave veterana de grande porte também está em serviço no Brasil. A companhia de carga RIO opera sete Boeing 727, um avião maior e com mais capacidade de carga que os tradicionais jatos que cobrem linhas regionais, como os Airbus A320 da TAM e da Avianca, e o Boeing 737 da Gol.

A Força Aérea Brasileira também possui “pesos-pesados” na frota, tanto de carga como para combate. O maior avião da FAB é o Lockheed P-3 Orion, uma versão moderna do clássico L-188 Electra adaptado para a vigilância e guerra marítima. O outro aparelho de grande porte é o icônico Lockheed C-130 Hércules, que serve ao País desde os anos 1970, no transporte de cargas e soldados das forças armadas em missões pelo mundo todo, até mesmo no Polo Sul.

Até 2013 a FAB mantinha na frota operacional os Boeing KC-137, a versão militar de transporte e reabastecimento em voo do antigo Boeing 707. Esse foi o maior avião que a Força Aérea já teve e também foi um dos maiores que voou no Brasil, com 44 metros de comprimento.

"PP-VNA-B747-VARIG" por MilborneOne - Obra do próprio. Licenciado sob CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons - http://commons.wikimedia.org/wiki/File:PP-VNA-B747-VARIG.jpg#/media/File:PP-VNA-B747-VARIG.jpg
Imagem do primeiro Boeing 747-200 da Varig, que entrou em operação em 1981 (Foto – MilborneOne)

As operações militares de transporte e reabastecimento de outras aeronaves em voo serão repassadas ao Embraer KC-390, que ainda está em fase de desenvolvimento e deve ser concluído até o final de 2016. A FAB também tem planos de adquirir o KC-767, a versão militar do Boeing 767.

Até o final de 2015 vai entrar na lista do novo Airbus A350 da TAM. *O KC-390 deve ser concluído até o final de 2016 (Infográfico - Thiago Perotii)
Até o final de 2015 vai entrar na lista do novo Airbus A350 da TAM. *O KC-390 deve ser concluído até o final de 2016 (Infográfico – Thiago Perotti)

E a TAM, em breve, entrará com mais um avião na lista dos maiores do Brasil. A companhia deve receber até o final deste ano seu primeiro Airbus A350, uma das aeronaves mais modernas da atualidade e também de grande porte. Com 60,5 metros de comprimento, o modelo será o segundo maior em serviço no Brasil, depois do 777, da própria empresa.

O Airbus A350 da TAM está sendo fabricado em Toulouse, na França
O Airbus A350 da TAM está sendo fabricado em Toulouse, na França

Total
325
Shares
0 0 votes
Article Rating
41 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
nelson
nelson
6 anos atrás

hoje o boeing 777 é o rei dos ceus para voos de longas distancias ! apesar de transportar menos passageiros que o 747 e o A380 ele é hoje o que traz melhores resultados para as empresas aereas, e ainda é a maior autonomia de voos sem escalas. a tendencia é que os aviôes de quatro e três motores desapareçam pois consomem muito conbustivel e se nâo voar lotado é prejuiso certo.

Paulo Diamanti
Paulo Diamanti
6 anos atrás

Excelente reportagem.
Parabéns.

Rodolpho
Rodolpho
6 anos atrás

A TAM opera com Boeings 777 300ER (alcance extendido), essas aeronaves medem 73,9 metros, a medida de 63,7 metros é para os modelos 777 200ER ou 777 200LR.

Wagner Guimaraes
Wagner Guimaraes
6 anos atrás

Prezado, bom dia. Sem querer bancar o chato, mas sua informação está incorreta, no que se refere aos Boeing 777 da TAM. Esta dimensão apresentada refere-se ao B-777-200, ao passo que a companhia brasileira utiliza o modelo 777-300 ER (Extended Range, ou alcance estendido), que possui mais 10,2 metros a mais que a versão 200, ou seja, 73,90 metros de comprimento e 64,80 metros de envergadura. Espero ter contribuído.

Gotham
Gotham
6 anos atrás

A Varig foi a primeira empresa aérea do Brasil a adquirir o Boeing 777, entre 2001 e 2002.

Eduardo Graciano
Eduardo Graciano
6 anos atrás

Uma pena não terem falado da TransBrasil, empresa que meu pai trabalhou e que tinha uma frota grande de Boings 727 e foi pioneira no Brasil com os Boings 767. Ah….e teve 3 Boings 777…..a partir de 1996!!!
Na época o Fundador e Presidente da empresa era o Comandante Omar Fontana….Valeu!

Segue links:
http://www.aviacaocomercial.net/jetsite/aeronaves_b767.htm
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/1994/3/17/turismo/23.html
http://www.portalbrasil.net/aviacao_transbrasil.htm

Grande Abraço!!!

Eduardo Graciano

Fabio Oliveira
Fabio Oliveira
6 anos atrás

Lembrando que não foi citado o TAM A340-500 com seus mais de 67m. tinha (ou ainda tem, é só verificar os registros e um está em SBGL). Avião lendário e que deixou saudades.
Ótima reportagem!!!

fabiano borges
fabiano borges
6 anos atrás

O air bus A380 voa em Viracopos e é maior, não?

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
6 anos atrás

Considero a informação sobre o tamanho do aviões praticamente irrelevante. Vejo que a informação sobre as capacidade dos mesmos seja muito mais importante.

MAURO DAUMICHEN JANOTTI
6 anos atrás

EU GOSTARIA UM DIA VIAJAR DE AVIÃO MAS EU NÃO CONSIGO PORQUE NÃO TENHO GRANA. OU CONHECER POR DENTRO COMO E A CABINE DOS PILOTOS.

Isa
Isa
6 anos atrás

Parabéns Brasil, plena recuperação da industria Naval, Porto, Aeroportos, Ferrovia, Hidrovias. VAIBRASILDILMA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Victor de Mello Nobrega
Victor de Mello Nobrega
6 anos atrás

Que eu saiba a Tam não é mais uma empresa brasileira.
A empresa brasileira com os maiores jatos, foi uma que acabaram, chamava-se VARIG.

Danillo
Danillo
6 anos atrás

Faltou falar dos saudosos ATR oriundos da TRIP e da Passaredo (passamedo) que voam mais lá pelas bandas do nordeste!

Alvaro R.
Alvaro R.
6 anos atrás

Que pena que acabaram com a Varig! Se na decada de 90 ela conseguia comportar uma singela frota de 747, mesmo com o país não estando na melhor das situações, imagine o que ela faria hj.

Adriano Lopes
6 anos atrás

No caso dos aviões da Gol, o 737-300 é do mesmo tamanho do 737-800??? Faltou as especificações separadas.

Franklin Woelpl Silva
Franklin Woelpl Silva
6 anos atrás

A Varig foi a primeira empresa da America do Sul a operar o B-777 ( total de 8 aeronaves) .Os Kc 137 ,foram comprados da Varig no fim dos anos 80. Todos eram B-707 remodelados para reabastecimento aereo. O P-3 Orion, versão militar dos Electras, são 2,1 metros menores que o modelo de passageiros. Fora os B744 a Varig operou os modelos B747-300 e B-747-200. A Vasp assim com a Varig ainda operou Md-11 e Dc-10. O Kc 767 que a Fab vai operar sao B 767-200 antigos remodelados para abastecimento aereo. A Transbrasil foi a primeira compania da America do Sul a voar com B767-200. a Varig a Vasp e a Cruzeiro ainda operaram com o A300.

Nogueira
Nogueira
6 anos atrás

Ao Fabiano Borges esclareço que o A380 ainda não voa no Brasil, porque tanto Guarulhos quanto Viracopos precisam adequar suas pistas nas laterais/acostamentos, eis que ali existem muitas britas (pedras média/pequena) e que poderiam entrar nas turbinas. A solução é asfaltar, entretanto a providência está demorando demais. Era para o A380 já estar voando por aqui desde maio/2014, mas… Ao Carlos Eduardo afirmo que concordo inteiramente com ele, uma vez que a capacidade de alojar passageiros e cargas tem maior relevância que o tamanho da aeronave. Costumo voar para a Alemanha(Munique) em avião A340/600 da Lufthansa, que opera em Guarulhos,confortável e espaçoso na classe econômica dentro do possível em tal classe.

luiz
6 anos atrás

nossa bons tempos da varig saudades

Luiz Mantovani
6 anos atrás

Hoje o Boeing 777 (versões 200 e 300 ER) são de longe os aviões mais confiáveis que existe no Mercado.

Deixam longe os Airbus que tem muitos computadores mas as decisões não estão nas mãos dos comendantes, e isto pode ser crucial num momento critic.
O Airbus 330 é o pior avião em uso atualmente, campeão de panes.
O melhor avião que voei além dos 777 e dos 747 (400 e 800) foi o Boeing 787 Dreamliner. Pressurizado a baixa altitude e com o ar de cabine com umidade suficiente para não causar desconforto. Um dia todos serão como ele.
Airbus precisa aprender como se faz um avião coma Boeing.

Alvaro Drolhe
Alvaro Drolhe
6 anos atrás

As informações estão corretas na sua maioria, a considerar também a Lufthansa que opera em GRU com 747-800 que este sim é o maior equipamento em atividade.

Renato Almeida
Renato Almeida
6 anos atrás

A reportagem é muito boa, porém, o comprimento do 777 da TAM informado está incorreto. O modelo que a TAM opera é o 777-300ER que possui 73.9 m de comprimento. A versão que possui os 63,7 m é o 777-200 que foi operado pela Varig aqui no Brasil.

Pierre Bernstein
Pierre Bernstein
6 anos atrás

Não me lembro dos MD-11 na TAM, mas sim na VARIG e VASP.. Quanto aos B727, essas são aeronaves de porte médio e não grande.

marciopaoliello
marciopaoliello
6 anos atrás

So não concordo que o 777-300 seja mais confortavel do que o A330. No A330 vc tem a opção das laterais com só duas poltronas, não fica ninguem preso na poltrona do meio,ja no 777 as laterais são de 3 assentos, coitado de quem viaja no meio.O 777 ´pode ser maior, mais novo, não em mateia de conforto perde para o A330. Semore viajo ora num ora no outro.

OSMANI SOBRAL
OSMANI SOBRAL
6 anos atrás

Apenas um comentário , a TAM nunca operou com o MD11 , somente as extintas VARIG e VASP , demais a matéria é muito boa.

Aruanã
Aruanã
6 anos atrás

Matéria excelente muito boa, porém quando se trata das qualidade das companhia áreas no Brasil ainda estamos naquele ritmo quando delas é a menos pior …

Monica Leite
Monica Leite
6 anos atrás

Realmente a Tam não é mais uma empresa Brasileira. É Chilena. Uma pena que acabaram com toda a cultura do Comandante Rolim.

Cpt Ve
Cpt Ve
6 anos atrás

Alguns comentários: A Varig não foi a única a operar o 747. A Transbrasil também possuiu na frota alguns modelos como o 747-200B (uma versão mista carga/passageiro) e 747-400 também.

http://www.aeromuseu.com.br/b747.pdf

luiz
6 anos atrás

parabens pela materia e pelo site muito bom achei um dos melhores sites de aviaçaõ da atualidade

DouglasFunnie
6 anos atrás

Tive a felicidade de voar no Boeing 777-300ER da TAM na rota São Paulo/Santiago o avião é realmente muito bonito, incrível!
Na volta voei no 787-8 Dreamliner com a LAN, este avião é incrível, maravilhoso. Espero que voar muito em breve nesses gigantes novamente.

Jamir Moreira
Jamir Moreira
6 anos atrás

Olá!! Foi citado que a Varig não foi a única a operar Boeings 747 no Brasil, informando que a TransBrasil haveria também operado, porém a informação é parcialmente correta. A TransBrasil chegou a acertar a vinda de UM 747 para compor sua frota. A aeronave chegou a ter a sua cauda pintada de maneira parecida com a pintura da InterBrasil Star (empresa do grupo TransBrasil) porém a mesma não chegou a vir para o Brasil. Depois essa mesma matrícula (PT-TDE) foi atribuída a outra aeronave da empresa (um Boeing 737-400).
Fonte: http://www.revistaflap.com.br/web/_FILES/upload/24042012-110105-aerobrasil.pdf

Hermelindo Nunes Filho
Hermelindo Nunes Filho
6 anos atrás

Matéria bastante informativa e objetiva, entretanto acrescento que a saudosa e querida VASP também chegou a ter o MD-11.

Hermelindo Nunes Filho
Hermelindo Nunes Filho
6 anos atrás

Matéria boa e objetiva, entretanto alguns detalhes importantes deixaram a dúvida. Quanto ao MD-11, operaram com ele a Varig, VASP e TAM.

Alexandte
Alexandte
6 anos atrás

Faltou o A 300, o DC-8 73 da VASP e os DC 10…

Guilherme
Guilherme
6 anos atrás

Esqueceram de incluir o ATR 600.

José Marques
José Marques
6 anos atrás

Os primeiros HERCULES-C-130 entraram em operação na FAB no final do de 1965. Naquela época eu servia à nossa gloriosa Força Aérea e fui fazer a segurança de um desses aviões, cujos tripulantes eram militares da USAF. Abraço. Ah! Isso foi na Base Aérea do Recife.

Márcio Lira
Márcio Lira
6 anos atrás

Eram os 3 SC-130 2458, 2459 e 2460, José Marques.
Privilégio de ter tido contato com eles no Carcará na década de 80. Deles 3, a FAB ainda voa o 2458 e 2459 no 1º GTT. O 2460 acidentou-se m Barreiras/BA.

Carlos
Carlos
6 anos atrás

Transbrasil nunca operou 747 ou 777.
TAM voou MD11, sim.
E felizmente a ” Cultura Rolim Amaro” acabou …

Gilberto
Gilberto
6 anos atrás

Alguns aqui falam de saudades da Varig, saudades mesmo é da Panair do Brasil, a melhor companhia aérea que já existiu no Brasil, incomparável, e que foi putamente sacaneada pela Varig e pelo governo militar. A Varig quebrou por incompetência administrativa.

Marcos lopes
5 anos atrás

É sério mesmo que a air bus tem que aprender com a Boeing aí aí aí meu deus rsrsrs voar no tam a320 ou no a321 não se compara em voar no gol 737 700 e no 737 800 para né amigo a Boeing é uma ótima empresa e ponto agora fala que a air bus tem que aprender com a Boeing já de mas

Galimimus
5 anos atrás

Meu Deus, que festival de bobagens nesses comentários: “A330 é o pior avião que existe…Transbrasil teve três B.777 e operou B.747…TAM nunca operou MD-11…”. Pior é que os caras falam com tom de crítica, como se fossem autoridades no assunto e nem sequer dão uma conferida na “informação”…só olhar o Google antes já resolvia rsrsrsrsrs.
A propósito: o B.777-300ER da TAM tem 73,9m de comprimento e o novo A-350-900 da TAM, que já está em operação, tem 66,8m de comprimento e é maior que o A-330, portanto.

Wilian Martins
Wilian Martins
5 anos atrás

Tam operou sim MD 11, tenho certeza.

Previous Post
TAP comprada pela Azul, AN-2 modernizado, Super Tucanos para o Iraque. Veja os destaques da semana (foto - divulgação)

Destaques da semana no Airway

Next Post
Airbus A380: versão de maior capacidade para melhorar perfomance do jato

Airbus pensa em lançar A380 ainda maior

Related Posts