Aviões da Airbus no Dubai Airshow: novembro fez encomendas ultrapassarem os 20 mil jatos (Airbus)

A Airbus publicou nesta quinta-feira (5) seu resumo de entregas e encomendas. O resultado de novembro mostra que a fabricante europeia agora acumula um total de 20.058 pedidos pelos seus jatos comerciais, entre aviões já entregues e a serem montados.

Os dados do mês passado revelam que a empresa conseguiu 222 encomendas firmes, a maior parte firmada durante o Dubai Airshow com companhias aéreas da região. O maior pedido veio da Air Arabia, que fechou um acordo para 73 A320neo e 47 A321neo. A família de jatos narrowbodies respondeu por 64% dos pedidos, aliás.

Entre os widebodies, destaque para o pedido firme da Emirates por 50 A350-900, aeronave que havia sido alvo de outro contrato cancelado pela empresa dos Emirados Árabes Unidos.

No entanto, essa negociação acabou provocando uma imensa baixa nos pedidos do A380 já que a Emirates, maior operadora do modelo, optou por substituir o maior jato de passageiros do mundo pelo birreator avançado. Com isso a lista de pedidos foi subtraída em 39 aviões e agora possui apenas 251 unidades reservadas. Destas, 240 já foram entregues e duas delas estão desmontadas na França.

Outra aeronave que viu sua lista de clientes crescer foi o A330neo. Com dois pedidos, um da filipina Cebu Pacific, e outra da empresa Cit Leasing, a variante -900 acumula agora 783 pedidos, 298 dos quais já entregues – dois deles para a Azul Linhas Aéreas.

O A330-900neo foi um dos destaques em entregas em novembro, incluindo um jato para a Azul

Cliente não revelado

Curiosamente, a versão A330-800, que está em fase de homologação, conseguiu ampliar seus pedidos de 10 para 14 aeronaves. No entanto, o cliente desses novos quatro aviões não foi revelado pela Airbus.

Já o A350-900 está perto de se transformar na versão mais vendida entre os widebodies da Airbus. Ele está a apenas seis unidades do A330-300, o mais bem sucedido jato de dois corredores da fabricante europeia e que ainda está em produção.

No acumulado de 11 meses, a Airbus já entregou 725 jatos em 2019 e conseguiu 718 encomendas líquidas até aqui – a soma dos novos pedidos menos os aviões cancelados. A meta da fabricante é entregar 860 jatos neste ano.

O A380 perdeu 39 encomendas da Emirates e agora soma um total de 251 pedidos firmes (Airbus)

Veja também: Airbus celebra produção do centésimo jato da família A220