Embraer entregou 11 jatos E195-E2 nos últimos seis meses

Frota total da maior jato comercial da fabricante chegou a 19 unidades de um total de pedidos firmes de 153 aviões
O quarto E195-E2 da Binter Canarias (Embraer)

Na semana passada, a Embraer atingiu uma marca importante, a entrega do 19º E195-E2, maior jato comercial já desenvolvido pela empresa brasileira. A aeronave em questão foi recebida pela companhia aéreas Binter Canarias.

A empresa aérea espanhola agora tem quatro unidades do modelo e deve receber a quinta e última aeronave em breve. Dias antes, a Air Peace também celebrou a entrega do segundo E195-E2, situação semelhante a da Belavia, companhia aérea da Bielorússia, cujo jato trazia o emblema de 25 anos de sua fundação.

Após um início lento, a produção dos jatos E2 começa a ganhar ritmo, sobretudo da variante E195-E2, para até 146 passageiros. Ela detém nada menos que 87% dos pedidos firmes da nova série, com 153 encomendas – o modelo intermediário E190-E2 conta com 22 pedidos enquanto o E175-E2 permanece sem clientes até o momento.

O primeiro E195-E2 foi entregue para a Azul Linhas Aéreas em setembro de 2019. A companhia aérea brasileira é a maior operadora de E2 no mundo, com nove jatos, quatro dos quais foram entregues no final de 2020 após um período em que a Embraer não enviou nenhum avião aos seus clientes.

Em compensação, desde outubro do ano passado 11 E195-E2 foram entregues, cinco deles no primeiro trimestre de 2021, segundo dados compilados pelo site Planespotters – a Embraer só deve revelar os dados oficiais em abril.

A Belavia opera dois jatos E195-E2 (Embraer)

E190-E2 atingiu 82% das entregas

Primeiro modelo da série E2 a ser entregue, o E190-E2 passa por uma situação oposta. Embora esteja em serviço desde abril de 2018 com a Widerøe, da Noruega, a aeronave está numericamente atrás do irmão E195-E2 desde semana passada.

No momento, existem 18 jatos entregues, oito deles na Helvetic Airways, sua maior cliente. Outros cinco voam com a Air Astana enquanto a Widerøe possui quatro aeronaves – a Air Kiribati opera o derradeiro E190-E2.

Por conta disso, nada menos que 82% dos pedidos do E190-E2 já foram entregues, um panorama preocupante para a Embraer já que a variante chegou a ter 85 pedidos firmes cinco anos atrás. Desde então, a aeronave vem perdendo interessados à medida em que o E195-E2 amplia sua carteira de pedidos.

A Helvetic recebeu há poucos dias seu 8º E190-E2 (Embraer)

Nota do editor: Os textos e informações exclusivas do Airway vêm sendo replicados com frequência por outros sites e canais de Youtube sem o devido crédito. Pedimos, por gentileza, que citem a fonte original das apurações.

Total
149
Shares
Previous Post
Boeing 737 MAX 200

Boeing 737 MAX 200 se aproxima da certificação

Next Post

Jatos russos encalhados no México podem ir para Cuba

Related Posts