Eve Air Mobility realiza encontro com conselho de clientes do seu ‘táxi voador’

Subsidiária da Embraer reuniu clientes e parceiros de 12 empresas na Flórida para debater sobre temas relacionados à mobilidade aérea urbana
O Eve-100 deve entrar em serviço em 2026 (Eve)

A Eve Air Mobility, subsidiária de mobilidade aérea urbana da Embraer, realizou uma reunião do chamado “Conselho Consultivo com Clientes” em sua sede em Melbourne, Flórida, nos EUA.

O evento, que ocorreu na semana passada, teve a participação de representantes de 12 empresas, incluindo clientes e parceiros. Eles debateram temas ligados à mobilidade aérea urbana que foram do desenvolvimento do eVTOL, operações, prontidão do ecossistema, serviços e soluções de operação. Entre os clientes da Eve estão operadores de aeronaves de asas fixas e rotativas.

“Em parceria com nossos clientes, buscamos liderar a transformação da mobilidade e acelerar a mudança global para um transporte aéreo mais sustentável, proporcionando ao público uma forma inédita de acesso ao céu”, disse Johann Bordais, CEO da Eve. “A Eve tem se dedicado de maneira integral ao desenvolvimento do eVTOL, oferecendo um amplo leque de serviços, soluções operacionais e um software inovador para o gerenciamento do tráfego aéreo urbano (Urban ATM), enquanto colabora com clientes e parceiros na preparação do ecossistema para a entrada em serviço.”

“Estamos integralmente comprometidos com uma metodologia que posiciona o cliente no centro do desenvolvimento da nossa aeronave, além de serviços e soluções operacionais”, acrescentou Flavia Ciaccia, vice-presidente de Experiência do Usuário e Inteligência de Mercado da Eve. “Nossa estratégia está em constante evolução e a participação ativa dos clientes é vital para ajustarmos nossas soluções ao cenário atual. Temos a convicção de que a troca de experiências, informações e melhores práticas entre uma gama diversificada de clientes contribui significativamente para preparar todo o ecossistema rumo à entrada em serviço.”

Maquete da cabine do eVTOL da Eve (Embraer)

Segundo a Eve, alguns temas discutidos foram os itens opcionais dessas aeronaves, a configuração do Eve-100, eVTOL da marca, e a experiência na cabine do passageiro. A empresa também fez uma atualização do programa e do veículo.

Siga o AIRWAY nas redes: Facebook | LinkedIn | Youtube | Instagram | Twitter

Além de uma rede de apoio própria, os operadores do eVTOL também poderão utilizar a rede mundial de serviços e suporte da Embraer, que inclui 10 centros de serviços e 66 centros de serviços terceirizados ao redor do mundo.

A previsão é que a aeronave elétrica entre em serviço em 2026.

Total
0
Shares
Previous Post

Primeiro Boeing 737-800 da Mexicana de Aviación surge dias antes de estreia

Next Post

Força Aérea Argentina comprou dois jatos Embraer ERJ 140 usados

Related Posts
Total
0
Share