Força Aérea da Colômbia abate jato carregado de drogas

Aeronave procedente da Venezuela caiu no mar do Caribe ao tentar escapar da interceptação
Imagem termográfica mostra o jato invasor com uma turbina em chamas
Imagem termográfica mostra o jato invasor com uma turbina em chamas

Força Aérea da Colômbia abate jato carregado de drogas

A Força Aérea da Colômbia (FAC) abateu nessa quarta-feira (20) um jato executivo Beechcraft Hawker 800 carregado de cocaína procedente da Venezuela. Segundo autoridades locais consultadas pela agência Reuters, a aeronave invadiu o espaço aéreo colombiano e a tripulação se recusou a pousar ao ser interceptada, forçando a FAC a abatê-lo.

O jato abatido caiu no mar, em frente a Puerto Colombia. A ação foi registrada em vídeo em captação termográfica , porém o momento dos disparos contra a aeronave foi suprimido. A FAC não informou quais foram os meios empreendidos no ataque.

Ao julgar pelo estado do avião invasor no vídeo, onde já aparece com a turbina do lado direito em chamas, o mesmo deve ter recebido tiros de canhão disparados de caças IAI Kfir, de fabricação israelense. Esse aparelho é a única aeronave da FAC capaz de acompanhar um jato – o Kfir pode voar a mais de 2.400 km/h e carregar bombas e mísseis de curto alcance, além de possuir um canhão de 30 mm.

Barcos da marinha colombiana encontraram junto aos destroços do avião o corpo de um homem, um passaporte mexicano e pacotes de cocaína. A quantidade de droga apreendida ainda não foi informada pelas autoridades.

Aeronave Beechcraft Hawker 800, igual a que foi abatida pela FAC
Aeronave Beechcraft Hawker 800, igual a que foi abatida pela FAC

O abate de aviões carregados com drogas na Colômbia ocorrem com certa frequência. Casos parecidos também são registrados no mesmo ritmo na Venezuela e Peru. Esses três países são os principais produtores de cocaína do mundo, com destaque para a Colômbia que é o maior fabricante mundial da droga, com uma produção anual estimada em 300 toneladas.

A FAC provavelmente utilizou o caça IAI Kfir para concluir o abate
A FAC provavelmente utilizou o caça IAI Kfir para concluir o abate

Total
1
Shares
0 0 votes
Article Rating
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Eu Falo Mesmo
Eu Falo Mesmo
6 anos atrás

Parabêns a Força Aérea da Colômbia , se fosse aqui a FAB iria fazer um carnaval até fazer igual pois tem que pedir autorização até do Obama para poder derrubar, e o avião já teria fugido igual muitos escapam .

jack
jack
6 anos atrás

Se der pausa no tempo de 40 segundos verá o missil sendo lançado contra o jato, nada foi suprimido.

Poca
Poca
6 anos atrás

Caro Jack, acho que o sr se enganou, o vídeo apenas mostra o avião caindo na água, parece que o avião é destruído por um míssil mas na verdade é o reflexo das chamas da turbina prestes a bater na água. O avião se despedaçou ao bater na água, e não por um míssil.

Previous Post
Airbus A330-200 da Azul (foto: Gianfranco Beting)

Azul quer voar de Guarulhos para Orlando

Next Post
Pioneiro: o F-117 foi desenvolvido em segredo na década de 1970 na Área 51 (USAF)

Como funcionam os aviões “invisíveis”

Related Posts