Gigante anfíbio da China: AVIC prepara AG600 para testes no mar

Maior avião anfíbio da atualidade será testado no mar a partir do segundo semestre
(China Daily)
Maior avião anfíbio do mundo: o AG600 tem porte semelhante ao do jato comercial Boeing 737 (China Daily)

Após realizar testes em terra firme e a partir de uma represa, o novo avião anfíbio chinês AG600 “Kunlong” da fabricante estatal AVIC (Aviation Industry Corporation of China) agora está sendo preparado para testes baseados no mar, informou o China Daily. A provas oceânicas com a aeronave serão realizadas na costa de Qingdao, província de Shandong, no leste da China, no segundo semestre deste ano.

De acordo com a fabricante chinesa, um protótipo do AG600 já realizou 172 voos preparatórios que somaram um total de 308 horas. A AVIC também conduz o projeto com um segundo modelo de ensaios exclusivo para testes estáticos e em breve começará a construção de outros quatro protótipos.

O desenvolvimento do AG600 foi aprovado pelo governo chinês em junho de 2009. Mais de 10.000 pesquisadores e engenheiros de centenas de institutos, empresas e universidades nacionais participam do programa. A construção do primeiro protótipo do avião anfíbio começou em março de 2014 e foi concluída em julho de 2016.

O primeiro voo da aeronave foi realizado em dezembro de 2017, em Zhuhai, no sul da China, decolando e aterrissando em um aeroporto. Dez meses depois, o AG600 completou a primeira decolagem e pouso na água na represa de Zhanghe, na parte central do país.

Medindo 37 metros de comprimento e com uma envergadura de 38,8 m, o AG600 tem um porte semelhante ao de um jato comercial Boeing 737. A aeronave com peso máximo de decolagem de 53,5 toneladas é impulsionada por quatro motores turboélices WJ-6, projetados na China. Essas especificações o tornam o maior avião anfíbio do mundo, superando o japonês ShinMaywa US-2 e o russo Beriev Be-200.

(Xinhua.net)
O AG600 pode decolar com peso máximo de 53,8 toneladas e voa a velocidade de cruzeiro de 500 km/h (Xinhua)

Segundo dados da AVIC, a aeronave tem um alcance operacional de 4.500 km (ou permanecer voando por 12 horas ininterruptas) e pode transportar 50 pessoas durante uma missão de busca e resgate marítimo. O AG600 também é projetado para combater incêndios florestais, com capacidade para coletar e despejar 12 toneladas de água (ou agentes retardantes) para apagar chamas. O avião anfíbio chinês ainda pode ser adaptado para realizar operações de inspeção e pesquisas ambientais marítimas, além de transporte de pessoal e suprimentos.

Soviéticos já foram mais longe

O AG600 é o maior avião anfíbio da atualidade, mas não o maior de todos os tempos que já voou. Esse título pertence ao Beriev A-40 Albatros, projeto iniciado nos tempos da antiga União Soviética e cujo retorno vem sendo cogitado pelo governo russo nos últimos anos.

O retorno do Beriev A-40 vem sendo cogitado na Rússia (Yevgeny Pashnin)
O retorno do Beriev A-40 vem sendo cogitado na Rússia nos últimos anos (Yevgeny Pashnin)

O Albatros voou pela primeira vez em 1986, mas o projeto acabou suspenso após o colapso da União Soviética, em 1991. A aeronave, porém, deixou sua marca na história da aviação e estabeleceu 140 recordes em sua categoria, entre eles a de avião anfíbio mais rápido do mundo com a marca de 800 km/h.

O A-40 mede 43,8 metros de comprimento por 41,6 m de envergadura de asas. Já seu peso máximo de decolagem fica em torno de 86.000 kg. Diferentemente do AG600, proposto principalmente para missões de transporte, o avião anfíbio da Beriev foi projetado para operar como avião de guerra anti-submarino.

Nota do editor: vale lembrar que um avião anfíbio é diferente de um hidroavião, que só pode operar a partir da água.

Veja mais: Ainda proibido de voar, 737 MAX tem produção retomada pela Boeing

Total
46
Shares
1 comment

Comments are closed.

Previous Post

Ainda proibido de voar, 737 MAX tem produção retomada pela Boeing

Next Post

Cessna Caravan com motor elétrico completa primeiro voo

Related Posts