Jatos executivos da Embraer podem ser adaptados para transportar vacinas

Devido à pandemia, operadores estão considerando a possibilidade de usar aeronaves da Embraer para transportar imunizantes contra a Covid-19

Em mais uma ação no combate à pandemia, a Embraer elaborou orientações técnicas para auxiliar clientes em como adaptar seus jatos executivos para transportar vacinas contra a Covid-19.

“A Embraer está profundamente comprometida no combate à Covid-19, fornecendo informações técnicas para clientes de diversos segmentos, sempre com o principal objetivo de auxiliar e melhorar as operações,” disse Sérgio Cunha, Diretor de Serviços Técnicos & Suporte a Produtos da Embraer. “Estas informações técnicas irão auxiliar os clientes a desenvolver procedimentos para o transporte de uma grande quantidade de vacinas contra a Covid-19.”

A Embraer afirma ter realizado testes e simulações para definir as características e requisitos de carga em relação às especificações técnicas para o transporte das vacinas, considerando as diferenças entre cada aeronave. O transporte destes imunizantes requer temperaturas baixas, as quais são alcançadas com o uso de gelo seco.

Os documentos incluem orientações para os modelos: Phenom 100, Phenom 300, Legacy 450, Legacy 500, Praetor 500, Praetor 600, Legacy 600, Legacy 650 e Lineage 1000. Segundo a Embraer, há mais de 1.400 desses jatos em operação em mais de 70 países.

Embraer contra o coronavírus

Nos últimos meses, a divisão de suporte da Embraer criou algumas soluções para auxiliar seus clientes durante a pandemia.

Nesse período, a empresa desenvolveu adaptações para o transporte de cargas na cabine de aviões de passageiros e divulgou um Boletim de Serviço para a instalação de filtros HEPA nos jatos ERJ-145. Recentemente, a Embraer divulgou orientações para aplicação de luzes UV-C para higienização do cockpit, assim como desinfetantes de longa duração para o interior das aeronaves.

EJet_cargo
E-Jet cargueiro: a Azul já opera jatos E195 adaptados para transportar cargas (Embraer)

A Embraer Serviços & Suporte também ajudou os operadores a definir os requisitos para o transporte das vacinas contra a Covid-19. Os imunizantes devem ser transportados em temperaturas muito baixas, que só podem ser mantidas com a utilização de gelo seco.

As orientações incluem informações como, por exemplo, a forma como os operadores devem carregar e descarregar a carga das aeronaves. Dependendo da configuração, um avião da Embraer pode transportar mais de cem mil vacinas.

Outras soluções anunciadas pela Embraer recentemente foram a aprovação do uso de MicroShield360 e Bacoban, produtos desinfetantes que impedem o crescimento de microrganismos, vírus e bactérias em superfícies na cabine das aeronaves.

Contribuindo além de sua cadeia de produtos, a fabricante colaborou na criação do ATMUS, um sistema portátil de controle biológico para leitos regulares em hospitais, em parceira com Enebras e a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein.

ATMUS: equipamentos controla a purificação de ar em leitos hospitalares (Enebras)

Veja mais: Conheça as variadas divisões da Embraer

Total
10
Shares
Previous Post
A Boom planeja estrear na aviação comercial em meados de 2023 (Divulgação)

Joe Biden diz que aviões comerciais supersônicos voltarão ao mercado em 10 anos

Next Post

Airbus testará sistema de comunicação via laser entre aviões e satélites

Related Posts