Protótipo do avião de transporte Il-112V cai na Rússia

Vídeo mostra exato momento em que a aeronave da Ilyushin perde o controle e cai numa região de floresta próxima a Moscou após um incêndio no motor direito
O único protótipo do Il-112V; aeronave foi perdida em agosto de 2021 num acidente (UAC)

O protótipo do avião de transporte militar Ilyushin Il-112V caiu numa região próxima à Moscou nesta terça-feira, 17. Segundo relatos, a aeronave levava três ocupantes a bordo que não sobreviveram.

Um vídeo postado nas redes sociais mostra o momento em que o turboélice voava baixo próximo ao aeroporto de Kubinka quando um incêndio começou no motor direito. Pouco depois, o Il-112V se inclinou para a direita e mergulha em uma floresta.

A UAC, holding que controla a Ilyushin, afirmou em suas redes sociais que “durante um vôo de treinamento durante a aproximação de pouso na área do aeródromo de Kubinka em um cinturão de floresta, um avião de transporte militar leve IL-112V caiu. Detalhes do incidente estão sendo investigados. Para saber as causas do acidente, será criada uma comissão apropriada”.

Sequência de imagens mostra o Il-112V caindo após incêndio no motor direito

O Il-112V é um turboélice bimotor de asa alta desenvolvido como um substituto para os antigos Antonov An-26/32 que são usadas pela Força Aérea da Rússia.

O único protótipo havia realizado seu voo inaugural em março de 2019, mas permaneceu inativo por dois anos até voltar a decolar há cinco meses.

A aeronave se preparava para participar de um evento militar entre os dias 22 e 28, o “Army-2021”, um fórum técnico militar internacional.

O turboélice é um dos primeiros projetos que começaram do zero após o fim da União Soviética. Os primeiros esboços são da década de 90, mas o programa se arrastou por vários anos até ganhar luz verde do governo.

O Il-112V pode transportar até 5 toneladas de carga e tem peso máximo de decolagem de 21 toneladas. Sua velocidade de cruzeiro estimada é de 500 km/h e autonomia pode chegar a 5.200 km.

A UAC pretendia entregar os primeiros aviões à Força Aérea em 2023 e diz ter capacidade para produzir até 15 aeronaves por ano.

Total
29
Shares
0 0 votes
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Garcia
Luiz Garcia
10 meses atrás

Lamentável! Falha severa. Perdeu velocidade e estolou!!

Previous Post

Itapemirim transportou quase 40 mil passageiros em julho

Next Post

Rival alemão do Bandeirante ganha versão “made in India”

Related Posts
Total
29
Share