“Sucatinha” será preservado em Foz do Iguaçu

Antigo avião presidencial Boeing 737-200 da FAB será reformado e depois apresentado no parque das Cataratas do Iguaçu
A viagem do antigo VC-96 da FAB até Foz do Iguaçu levou 12 dias (Divulgação)
A viagem do antigo VC-96 da FAB até Foz do Iguaçu levou 12 dias (Divulgação)
A viagem do antigo VC-96 da FAB até Foz do Iguaçu levou 12 dias (Divulgação)
A viagem do antigo VC-96 da FAB até Foz do Iguaçu levou 12 dias (Divulgação)

Chegou nesse sábado (2) em Foz do Iguaçu (PR) o antigo avião presidencial Boeing 737-200, designado na Força Aérea Brasileira (FAB) como “VC-96”, aeronave que ficou conhecida como “Sucatinha”. A viagem do avião, transportado desmontado de caminhão, durou 12 dias.

O jato aposentado prestou serviço no Grupo de Transporte Especial (GTE), entre 1976 e 2010, e estava estocado na Base Aérea de São Paulo (BASP), em Guarulhos, desde o início de 2012. O VC-96 foi cedido a empresa de táxi aéreo Helisul, que vai reformar por conta própria o Boeing e expô-lo em sua sede, localizada próximo ao portão do Parque Nacional do Iguaçu.

“A FAB cedeu o avião a Helisul por 10 anos. Vamos reformar a aeronave para exposição estática. Também queremos reativar os motores”, contou Bruno Biesuz, piloto e coordenador da Helisul, ao Airway. “Após a reforma, o avião será exposto perto da estrada que leva às cataratas”, acrescentou.

VC-96

O antigo Boeing 737, matriculado como “FAB 2115”, começou a ser desmontado na BASP em abril deste ano. O Museu Asas de Um Sonho, da Tam, já havia manifestado interesse em adquirir a aeronave, mas a suspensão das atividades no local, em fevereiro deste ano, devido a problemas econômicos, impediu a concretização do plano.

A FAB teve dois VC-96, ambos adquiridos em 1976 e desativados quase simultaneamente, em 2010. O segundo modelo, o “FAB 2116” está preservado no Museu Aeroespacial (MUSAL), desde 2010. Depois de aposentados, os 737 foram substituídos pelos Embraer E190 (VC-2).

Segundo registro da FAB, o modelo enviado para Foz do Iguaçu voou mais de 26.350 horas e efetuou 20.120 pousos em 34 anos de serviço pelo GTE.

Os antigos Boeing 737 de transporte oficial da FAB ficaram conhecidos como "Sucatinhas" (FAB)
Os antigos Boeing 737 de transporte oficial da FAB ficaram conhecidos como “Sucatinhas” (FAB)

Nota do editor: Está explícito no texto, mas de qualquer forma vale reforçar. A reforma e preservação do “FAB-2115” será totalmente bancada pela Helisul, e não com dinheiro público. 

Veja mais: C-767 é o novo avião de transporte da FAB

Total
0
Shares
24 comments
  1. A reforma dele vai ser mais caro do que comprar um novo e expor em foz. Super faturado isso aqui é Brasil.

  2. O Brasil vai ser outro depois de tanto dinheiro gasto e o ferro velho estiver lá em Foz . Como se gasta dinheiro á toa e que de nada serve . VERGONHA .

  3. É lamentável a falta de cultura aeronáutica de certos setores da imprensa, saem repetindo asneiras feito papagaio de pirata.
    Chamar o Boeing 737-200 presidencial com um grande potencial de horas de voo disponível de sucatinha é no mínimo ingenuidade. Nos Estados Unidos seria facilmente comercializado, mesmo aqui poderiam te-la vendido, tenho certeza que haveria mutos pretendentes, pessoa física ou jurídica para usa-la como avião executivo. Para os menos avisados esta aeronave foi adquirida pela VASP e cedida ao governo federal. Tendo em vista que a intensidade de uso da FAB é muito inferior aviação comercial o que determina ainda uma longa vida útil. Mas como somos um país rico vamos transforma-la em peça de exposição. Agora pasmem os senhores os bombardeiros Boeing B-52 do início da década de sessenta, serviram no Vietnam, Iraque, Afeganistão e outras guerras ainda estão na ativa. Talvez porque os EUA sejam pobres.

  4. Enganam-se. A reforma não será feita com dinheiro publico, mas pela empresa privada à qual o avião foi cedido por 10 anos, com possibilidade de renovação, pela FAB. Certamente o interesse dessa empresa é explora-lo turisticamente, o que não tem nada demais.

  5. o último “breguinha” que ainda voava. Vai ficar na saudade a decolagem escadalosa no Aeroporto de Brasília, aquele estrondo maravilhoso, semelhante a um trovão contínuo, ecoado do par das JTD-8, que deixavam sutilmente seu rastro no céu,, desenhando por um breve momento, a trajetória ascendente da aeronave. Meu consolo é que recentemente contemplei a decolagem de um 727-200, ainda na ativa, pela companhia cargueira RIO. Vou registrar em vídeo, pois sei que será por pouco tempol

  6. Rogerio Ferreira, excelente comentário. Compartilho contigo do mesmo pensamento!!! É bom registrar enquanto é possível….já já virarão “sucatinhas” Abraços

  7. quem vai querer visitar um lixo deste foi ai dentro que mataram muitas pessoas, pois foi dentro deste lixo que varias negociações foram feitas como roubar dinheiro da saúde, dos aposentados que hoje estão todos morrendo por falta de médicos e hospitais . quando estes políticos roubam o povo pode estar cerro que alguém deve estar morrendo por falta de hospital de comida etc.. eu não passo perto de um lixo deste

  8. O VC-96 foi cedido a empresa de táxi aéreo Helisul, que vai reformar por conta própria o Boeing e expô-lo em sua sede, localizada próximo ao portão do Parque Nacional do Iguaçu.

  9. Esse povo não lê não?!

    “foi cedido a empresa de táxi aéreo Helisul, que vai reformar por conta própria o Boeing e expô-lo em sua sede,”

    Helisul é uma empresa PRIVADA que vai reformar com seu próprio dinheiro…

  10. Rogério Ferreira, seu comentário me fez lembrei do B737-200 da
    AeroSur, quando fui a Bolívia!!!

  11. Pelo teor de alguns comentários, fica evidenciado que de forma geral o cidadão brasileiro não possui nem “cacoete” de cultura, quanto mais de cultura aeronáutica. A diferença entre uma planta e alguns desses cidadãos são apenas os chifres.

  12. Ô cambada de jumento!! A Helisul é uma empresa PRIVADA que vai fazer o serviço por conta para usar o aviâo como atrativo. Preguiça de ler do brasileiro é f…

  13. Sempre que pousava em GRU via, ao lado, no pátio da BASP, lá no cantinho, o 2115 apodrecendo lentamente. “Pelo menos seu irmão 2116 teve melhor sorte de ter sido enviado ao MUSAL enquanto ainda voava”, sempre pensava ao passar ao lado dele, no pouso ou decolagem.
    Hoje, pelo menos por enquanto, escapou do machadão que acabou com a história dos KC-137 que virou panela e lata de cerveja.

  14. Caro Rodrigo, como dizemos no texto e reafirmamos no final com uma nota extra, a reforma do avião será realizada pela Helisul.

  15. KKKKKK Olha esses comentários são um monte de burro mesmo, nem conhecem a Helisul moro em foz é a Helisul é uma empresa privada que faz vôos de Helicópteros sobre as cataratas por 130 reais é quantos vôos eles fazem por dia são vários vcs acham que eles vão pegar dinheiro sujo de corrupção política.Sempre que passo por lá é um vôo atrás do outro.Acho que vcs deviam falar isso na frente dos políticos não nos comentários.

  16. Acho válido preservar a história da aviação brasileira. Parabéns para Helisul, empresa privada, pela iniciativa. Quando estiver pronto com certeza irei visitá-la.

Comments are closed.

Previous Post
Tom Hanks vive o papel do Capitão Sully, o "Herói do Rio Hudson" (Divulgação)

Tom Hanks vai interpretar o “herói do Rio Hudson”

Next Post
A Força Aérea Brasileira vai receber 28 jatos KC-390 em 12 anos a partir da primeira entrega, em 2018 (FAB)

Embraer KC-390 é apresentado em Portugal

Related Posts