Sukhoi SSJ100 ganhará versão executiva no segundo semestre

Problemático jato regional russo será oferecido em versão VIP, afirmou ministro do governo da Rússia
O jato regional SuperJet 100: versão VIP a caminho (SCAC)

Prestes a completar 10 anos em serviço em abril, o jato regional SSJ100 tem se mostrado uma grande dor de cabeça para o governo da Rússia. Proposto como uma aposta para levar o país a concorrer no mercado global de aeronaves comerciais, o avião da Sukhoi deixou a desejar, graças ao pós-venda ineficiente e problemas de confiabilidade.

Embora tenha conquistado alguns pedidos no Ocidente, o SuperJet 100 praticamente só voa atualmente na Rússia e em países sob sua influência. Boa parte das cerca de 200 aeronaves fabricadas foi comprada pelo próprio governo e repassada por meio de leasing para companhias aéreas como a Aeroflot.

Apesar do histórico ruim, o governo de Vladimir Putin continua apostando no projeto. Durante a feira IDEX (International Defence Exhibition and Conference), que ocorre nesta semana em Abu Dhabi, o ministro do Comércio e Indústria da Rússia, Denis Manturov, revelou à imprensa que o SSJ100 contará com uma versão executiva no segundo semestre.

“Este ano temos a nova versão corporativa SSJ-VIP, com sharklets, tanques adicionais e outros diferenciais. Um avião de demonstração vai ser mostrado no segundo semestre. Acho que haverá um número suficiente de interessados ​​nesta versão, porque o custo-benefício é muito competitivo”, disse Manturov à RIA Novosti.

A Sukhoi já testou uma solução de prolongamento das asas para reduzir o consumo de combustível. Batizado de ‘saberlets’, a modificação foi introduzida em 2019 na forma de kits produzidos pela empresa VASO.

Negociação com o Cazaquistão

Manturov também revelou na mesma entrevista que a UAC (United Aircraft Corporation) não planeja entrar de forma agressiva no mercado global de aeronaves comerciais, mas que já trabalha para oferecer os modelos SSJ100 e MC-21 para a Comunidade Econômica da Euroásia (Bielorussia, Cazaquistão, Quirguistão, Tajiquistão e Uzbequistão).

Segundo o ministro, “no momento, estamos negociando com o Cazaquistão sobre esse assunto, incluindo o MC-21 e o SSJ-100”, mas reconheceu ser cedo para falar em números.

SSJ100 com os ‘saberlets’ nas pontas das asas (Sukhoi)

Veja também: Primeiro motor turbofan projetado na Rússia é aprovado para produção

Total
1
Shares
Previous Post
Embraer E190

Irã diz que está projetando avião comercial para 100 passageiros

Next Post
E190 em processo de desmantelamento na sede da OGMA, em Portugal

Embraer E190 da Air Astana está sendo desmontado em Portugal

Related Posts