Asas do widebody CR929 já estão sendo fabricadas

Empresa russa AeroComposite revelou estar em fase de produção de protótipos estruturais da aeronave desenvolvida em parceria pela Rússia e China
Maquete do jato widebody CR929 (AeroComposite)

O programa CR929, que dará origem a um jato widebody de longo alcance, fruto de uma parceria entre Rússia e China, tem mostrado avanços após um período de indefinições.

Nesta semana, a empresa russa AeroComposite anunciou estar produzindo protótipos da estrutura em material composto das asas do CR929.

“A unidade de Ulyanovsk está envolvida em dois projetos, o primeiro deles a fabricação de uma asa e seção central para a aeronave MC-21, projeto operacional que está em andamento e a produção em série foi lançada. O segundo é a criação de uma asa para a aeronave CR929 russo-chinesa. Protótipos estão sendo feitos e processos tecnológicos estão sendo testados”, afirmou Anatoly Gaidansky, Primeiro Diretor Geral Adjunto da Irkut Corporation.

A AeroComposite foi fundada em 2008 com a missão de produzir peças estruturais em material composto a fim de reduzir a dependência russa de fornecedores estrangeiros. Com as medidas de bloqueio comercial tomadas pelos EUA e alguns países ocidentais, a Rússia intensificou a substituição de componentes em seus novos projetos de aviões.

O CR929 deverá se beneficiar desse programa ao ser desenvolvido já levando em conta uma dependência menor de empresas ocidentais. O motor turbofan PD-35, por exemplo, está em testes da seção quente na UEC-Aviadvigatel.

O CR929 é projetado com capacidade entre 258 e 440 passageiros (Divulgação)
O CR929 é projetado com capacidade entre 258 e 440 passageiros (Divulgação)

Com dimensões semelhantes a um Boeing 787, o CR929 será produzido em conjunto pela Irkut e a COMAC, da China. A parceira chinesa já está preparando uma área para produzir a primeira aeronave em Linang, nova área industrial ao sul do Aeroporto de Xangai-Pudong.

A grande demanda deverá se originar das companhias aéreas chinesas, porém, as previsões sobre sua entrada em serviço ainda são pouco precisas.

Tempos atrás, planejava-se o voo inaugural em 2023, mas é pouco provável que isso ocorra. Representantes russos e chineses também já estimaram o lançamento oficial do programa em 2025, o que parece mais adequado.

Total
26
Shares
Previous Post

Fábrica da Saab no Brasil realiza montagem das asas do Gripen E

Next Post

Lufthansa admite conversas com Boeing pelo 777XF

Related Posts