Azul confirma pedido adicional de 21 jatos E195-E2

Companhia brasileira será o operador de lançamento do novo jato da Embraer em 2019; encomenda total compreende 51 aeronaves
(Embraer)
Azul deverá receber seis aviões E195-E2 este ano (Embraer)
(Embraer)
Os E195-E2 da Azul serão configurados para receber 136 passageiros (Embraer)

A companhia aérea Azul confirmou o pedido firme de 21 jatos Embraer E195-E2. O acordo havia sido revelado inicialmente no Farnborough Airshow, em julho, com uma carta de intenção. O contrato é avaliado em US$ 1,4 bilhão, de acordo com o preço de lista da aeronave.

Este é o segundo pedido da Azul pelo E195-E2, que em 2015 já havia encomendado 30 jatos. A companhia brasileira será o primeiro operador do novo jato da Embraer, com a primeira entrega programada para 2019. O E195-E2 é o maior avião comercial desenvolvido no Brasil, com capacidade para até 144 passageiros.

Os E195-E2 da Azul serão configurados para receber 136 passageiros, contra 118 do modelo atual. A fuselagem do novo jato da Embraer cresceu quase 3 metros em comprimento, o que permite acrescentar mais fileiras de assentos na cabine. Com um menor consumo de combustível, a companhia já declarou que espera operar esses jatos com uma redução de pelo menos 26% no custo por assento comparado aos E195 da geração atual.

A Azul é atualmente o maior operador de E195 do mundo, com quase 60 aeronave na frota. A companhia começou a receber seus primeiros E-Jets a partir de 2008 e no final de 2015 recebeu a última aeronave de seu primeiro pedido (de 88 aeronaves, entre modelos E190 e E195), quando anunciou a nova encomenda pelos modelos E2.

Veja mais: Embraer entrega E-Jet número 1.500

Total
0
Shares
4 comments
  1. Ta ai, uma empresa que tem um orgulho de ser brasileira. Compra jatos brasileiros e tem o orgulho muitas vezes de pintar o avião completo de Brasil. Parabéns a Azul!

  2. Essa azul é brasileira mesmo, sabe valorizar o nosso produto, hoje qd viajo é somente com a azul e não mudo, pena que venderam a embraer, muito triste saber que o governo concorda com tudo isso, o governo pouco se preocupa com os 17.000 desempregados que vai ocorrer com essa venda, por que a própria boeing diz que será transferedia para os estados unidos, e essa porcaria de governo aceita tudo com naturalidade pra não se encomodar e mais triste Bolsonaro concordar com tudo isso, concordar que terá mais 17.000 mil desempregados é decepcionante tudo isso.

  3. Essa azul é brasileira mesmo, sabe valorizar o nosso produto, hoje qd viajo é somente com a azul e não mudo, pena que venderam a embraer, muito triste saber que o governo concorda com tudo isso, o governo pouco se preocupa com os 17.000 desempregados que vai ocorrer com essa venda, por que a própria boeing diz que será transferedia para os estados unidos, e esse governo aceita tudo com naturalidade pra não se encomodar e mais triste Bolsonaro concordar com tudo isso, concordar que terá mais 17.000 mil desempregados é decepcionante tudo isso.

  4. Caro colega Edson, a Embraer foi privatizada em 1994… Não vai gerar desemprego com essa parceiria tecnológica com a Boeing. O governo que ainda não assumiu também não tem nada com isso…
    Um grande abraço…

Comments are closed.

Previous Post

Rússia confirma intenção de implantar uma base aérea em ilha da Venezuela

Next Post

A “tragédia” do aeroporto com uma única pista

Related Posts