Coreia do Sul apresenta primeiro protótipo do caça KF-21 Boramae

Fruto do programa KF-X, caça de “4,5ª geração” tem primeiro voo previsto para 2022
Protótipo do caça KF-21 Boramae

A fabricante sul-coreana Korea Aerospace Industries (KAI) promoveu nesta sexta-feira (9) o “rollout” do primeiro protótipo do caça KF-21 Boramae, fruto do programa KF-X desenvolvido localmente. A apresentação do jato foi realizada na sede da KAI em Sacheon e contou com a participação de importantes autoridades da Coreia do Sul, incluindo o presidente Moon Jae-in.

O Boramae (Falcão, em coreano) é a primeira experiência da Coreia do Sul no desenvolvimento e produção de um caça interceptador supersônico. A aeronave é projetada para substituir os antigos jatos F-4 e F-5 da força aérea sul-coreana, que opera esses modelos há mais de 40 anos. O primeiro voo do KF-21 é previsto para 2022.

A primeira vista, o jato coreano parece uma cópia do americano F-22 Raptor, caça de 5ª geração e consirado o mais avançado do mundo. O modelo da KAI, no entanto, é inferior ao jato da Lockheed Martin, tanto em desempenho como em nível tecnológico. A fabricante descreve o KF-21 como sendo um caça de “4,5ª geração”.

Discursando durante a apresentação da aeronave, o presidente sul-coreano afirmou que o objetivo do país é colocar mais de 100 caças KF-21 em serviço na força aérea até 2032. A introdução da aeronave é prevista para 2028, com uma frota inicial de 40 jatos.

Protótipo do caça KF-21 Boramae
O presidente sul-coreano Moon Jae-in participou do rollout do KF-21 (reprodução)

Meio coreano, meio indonésio

O KAI KF-X é um programa de desenvolvimento conjunto da Coreia do Sul e da Indonésia. O projeto foi iniciado em 2001 pelos sul-coreanos e os indonésios entraram no empreendimento em 2010, embora ainda não tenham formalizado seus pedidos.

A ideia inicial dos coreanos era desenvolver um caça monoposto bimotor de 5ª geração com recursos furtivos (stealth) que excedesse as performances dos caças Dassault Rafale e o Eurofighter Typhoon, mas ainda abaixo do avançado Lockheed Martin F-35 Lightning II.

Posteriormente, prevendo custos elevados e um maior tempo de desenvolvimento, os requisitos do projeto foram rebaixados à pedidos da força aérea da Coreia do Sul, que passou a pedir um jato de geração 4,5 com capacidades stealth limitadas.

KF-X
Concepção artística do caça sul-coreano KF-21 em configuração de combate (KAI)

Segundo dados da KAI, a versão final do KF-21 poderá voar a velocidade máxima de Mach 1.8 (2.222 km/h) e terá peso máximo de 25.400 kg. O caça coreano-indonésio conta com 10 pontos de fixação para armamentos e sensores.

O Boramae será o segundo avião de combate desenvolvido na Coreia do Sul. O modelo pioneiro no país, também projetado pela KAI, foi o T-50/F-50 Golden Eagle, um jato leve com desempenho supersônico projetado para atuar como avião de treinamento avançado e aeronave de ataque.

Veja mais: Gripen inicia fase de testes supersônicos no Brasil

Total
60
Shares
Previous Post

LATAM Brasil confirma retirada dos Airbus A350

Next Post

Boeing detecta problema no sistema elétrico do 737 MAX; uma aeronave da Gol é afetada

Related Posts