Embraer fecha segundo acordo de conversão de E-Jets cargueiros

Identidade do cliente, no entanto, não foi revelada. Dez aeronaves serão convertidas para o padrão P2F e que fazem parte da frota da empresa
Jatos E190F e E195F (Embraer)

A Embraer fechou o segundo acordo para conversão de jatos de passageiros E-Jets para o padrão E190F/E195F, de carga. No entanto, a identidade da nova cliente não foi revelada.

A empresa contratante irá disponibilizar dez de seus E-Jets para a conversão P2F, com entregas previstas para ocorrerem a partir de 2024.

Segundo a Embraer, trata-se do primeiro pedido firme de conversão já que a empresa de leasing Nordic Aviation Capital (NAC), lançadora do programa, ainda não assinou o contrato para converter dez de seus E-Jets.

O programa P2F (Passenger to Freighter) foi lançado pela fabricante brasileira em março após meses de estudo. A ideia é aproveitar a crescente demanda por carga aérea com uma aeronave com o dobro da capacidade de turboélices e alcance três vezes maior, além de custo 30% menor que jatos convertidos como o 737 ou A320.

Entre as mudanças previstas estão a instalação de uma porta de carga dianteira principal, sistema de movimentação de carga, reforço do piso, barreira de carga rígida, barreira 9G com porta de acesso; sistema de detecção de fumaça de carga e alterações no sistema de gestão do ar (arrefecimento, pressurização, entre outros), além da remoção de interior e provisões para transporte de materiais perigosos.

A conversão é oferecida para o E190 (E190F), com carga útili de até 13.150 kg, e E195 (E195F), com capacidade para até 14.300 kg. A Embraer espera realizar a mudança em cerca de 700 das mais de 1.600 aeronaves da família que estão em operação no mundo.

Os E-Jets destinados a conversão virão da frota da própria NAC (Embraer)

Total
20
Shares
5 1 vote
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Coehnn Goldhill
Coehnn Goldhill
1 mês atrás

Orgulho dessa empresa. A prova que o Brasil pode dar certo.

Previous Post

Rússia vai gastar R$ 1,5 bilhão para colocar 11 jatos comerciais velhos de volta ao voo

Next Post

“Avião baleia”, Airbus Beluga passará por Viracopos em julho

Related Posts
Total
20
Share