O drone híbrido da Elroy Air pode transportar cargas de até 220 kg (Elroy Air)

Prestes a concluir a venda do controle da divisão de aviação comercial para a Boeing, a Embraer segue buscando novos caminhos. A EmbraerX, divisão de negócios de alta tecnologia da empresa brasileira, anunciou nesta quarta-feira (8) sua entrada no mercado de transporte aéreo autônomo de cargas na feira CES 2020, em Las Vegas, por meio de um acordo de cooperação com a startup Elroy Air.

A Elroy Air é uma empresa dos EUA que desenvolve sistemas e softwares para aeronaves autônomas para serviços de entrega. Fundada em 2016, a companhia conseguiu financiamento de alguns dos principais investidores do Vale do Silício e atraiu uma equipe diversificada e experiente, com ex-funciários da Uber, Northrop Gurmman, Scaled Composites e Airbus.

A Embraer afirmou que a parceria com a Elroy vai permitir as empresas acelerar o desenvolvimento do mercado de aeronaves autônomas para transporte de cargas.

“No intuito de criar soluções que beneficiam a humanidade de forma ampla, acreditamos que o transporte de carga é um dos principais mercados para uma aeronave autônoma”, disse Antonio Campello, presidente e CEO da EmbraerX. “A expansão acelerada do comércio eletrônico está forçando o mercado de cargas a crescer e buscar novas soluções, criando uma clara necessidade por mais flexibilidade.”

O principal projeto da Elroy é o drone Chaparral com motorização híbrido-elétrica. O aparelho é capaz de transportar entre 110 kg e 220 kg de carga a distâncias de até 500 km. A startup projeta o veículo para diversas funções, desde serviços comerciais até operações de ajuda humanitária em locais remotos.

Os testes com drone Chaparral começaram em 2019 (Elroy Air)

“A Elroy Air pretende escrever um novo capítulo no mercado de logística com sistemas autônomos para entrega de carga aérea ponto a ponto”, disse Dave Merrill, CEO da Elroy Air. “A aeronave de decolagem e aterrissagem vertical da Elroy Air para entrega de cargas, batizada Chaparral, será capaz de operar sem a necessidade de aeroportos ou de estações de recarga, e seu projeto é otimizado para o transporte de carga, com capacidade de carregamento e descarregamento automáticos. Nossa colaboração com a EmbraerX vai acelerar o caminho para a implantação nos mercados de frete comercial.”

Novos ares para a Embraer

O mercado de aeronaves eVTOL é uma das principais apostas da Embraer para os próximos anos. Por meio da nova divisão EmbraerX, a empresa brasileira vem trabalhando em parceria com a Uber para desenvolver um “táxi voador” e soluções para a cadeia operacional desse novo modal de transporte.

A Embraer diz que a parceria com a Elroy Air faz parte da “abordagem de multi-projetos” da EmbraerX para desenvolver o ambiente de mobilidade aérea urbana e torná-lo acessível. A divisão “disruptiva” da empresa brasileira fica baseada na Costa Espacial da Flórida, em Melbourne, nos EUA.

O mercado de aeronaves eVTOL é a grande da Embraer para os próximos anos (EmbraerX)

Além da entrada no mercado de drones, a EmbraerX também está projetando um sistema de gerenciamento de tráfego aéreo urbano de veículos eVTOL e a plataforma de negócios Beacon, uma espécie de “Facebook” da indústria aeronáutica para conectar clientes com a cadeia de suprimentos e serviços.

Veja mais: Hyundai Motor entra na corrida dos táxis voadores da Uber