Jato executivo “off road”: Pilatus PC-24 chega a 100 entregas em menos de três anos

Jato de negócios projetado para operar em pistas austeras é um dos mais vendidos do mundo nos últimos anos
Pilatus PC-24: avião pode pousar em pistas austeras, como aeródromos de terra batida
O suíço PC-24, da Pilatus, cresceu e já ameaça o reinado do Phenom 300 entre os jatos leves (Pilatus)

Fenômeno da aviação executiva, o Pilatus PC-24 já soma 100 unidades entregues em menos de três anos de atuação no mercado. O centésimo exemplar do jato executivo fabricado na Suíça foi entregue nesta semana à Jetfly Aviation, empresa de propriedade compartilhada com sede em Luxemburgo e dona da maior frota de aeronaves Pilatus do mundo (com 10 jatos PC-24 e 40 turboélices PC-12).

Segundo o fabricante, o PC-24 está presente atualmente em todos os continentes realizando inúmeras missões, incluindo voos de evacuação médica na Austrália e até como transporte presidencial na Suíça. No Brasil, três modelos já foram entregues a operadores privados.

Comentando sobre a entrega do centésimo PC-24, Oscar J. Schwenk, presidente da Pilatus Aircraft, disse que a produção da aeronave em Stans, na Suíça, está esgotada em 2021 e os próximos pedidos serão atendidos somente a partir do início de 2022. “Acertamos o alvo com o PC-24, estou muito animado com essa alta demanda”, celebrou o executivo.

O primeiro exemplar do PC-24 foi entregue a uma empresa dos EUA em fevereiro de 2018, ano em que a Pilatus despachou 18 unidades da aeronave, segundo dados da GAMA (General Aviation Manufacturers Association). Em 2019, a fabricante entregou 40 jatos e no ano passado, mais 41, de acordo com a associação internacional que compila dados da aviação geral.

Jato executivo “off-road”

O PC-24 é um dos aviões mais curiosos do mercado e surge como uma nova espécie de jato de negócios com características de avião utilitário. A aeronave com capacidade para até 10 passageiros é a única na categoria de jatos leves projetada para operar em pistas não pavimentadas, como aeródromos de terra, grama, cascalho ou neve.

Pilatus PC-24
O PC-24 pode voar a velocidade máxima de 815 km/h e tem alcance de até 3.768 km (Pilatus Aicraft)

Um dos principais objetivos da Pilatus durante o desenvolvimento do PC-24, e também o elemento de maior complexidade e inovação do projeto, foi incorporar as características e capacidades do versátil turboélice PC-12 no modelo com motores a jato.

Seguindo essa linha, a fabricante incluiu uma porta de carga no PC-24, praticamente igual a do PC-12, e também projetou a aeronave para operar a partir de pistas não pavimentadas, o que representa um enorme desafio para um avião com motores a jato, mais sensíveis a detritos e poeira.

Porta de carga do Pilatus PC-24
O PC-24 é o primeiro jato executivo equipado com uma porta de carga (Pilatus Aircraft)

Além da capacidade para operar em aeródromos irregulares, o PC-24 também tem uma das melhores performances da categoria em pistas pavimentadas. De acordo com a fabricante, o jato pode operar em pistas com apenas 800 metros de comprimento. Ele também voa rápido e por longas distâncias: alcança máxima de 815 km/h e tem alcance de 3.768 km (com peso máximo de 8.005 kg).

Veja mais: Gulfstream pode lançar jato executivo supersônico em 10 anos

Total
41
Shares
1 comment

Comments are closed.

Previous Post

Breeze Airways recebe primeiro E195 ex-Azul

Next Post
Imagem conceitual do caça Tempest

Itália, Reino Unido e Suécia assinam memorando para projetar novo caça

Related Posts