Novo caça da FAB, F-39 Gripen é pilotado por brasileiro pela primeira vez

Em treinamento na Suécia desde janeiro, o Major Aviador Cristiano Peres decolou com o jato supersônico nesta quinta-feira para um voo de 50 minutos
O Major Cristiano Peres decola com o caça Gripen E para um voo de 50 minutos na Suécia (Saab)
O Major Cristiano Peres decola com o caça Gripen E para um voo de 50 minutos na Suécia (Saab)

O novo caça da Força Aérea Brasileira, F-39 Gripen E, voou nesta quinta-feira, 20, pela primeira vez comandado por um piloto brasileiro. O Major Aviador Cristiano de Oliveira Peres, piloto de provas da FAB decolou do aeródromo da SAAB, em Linköping, na Suécia para um voo sobre o mar Báltico que durou cerca de 50 minutos. Segundo a Aeronáutica, a atividade faz parte da verificação das qualidades de voo e pilotagem da aeronave.

O Major Cristiano está desde janeiro na Suécia passando por uma série de treinamentos a fim de qualificá-lo para pilotar o novo caça, entre eles diversas horas em simuladores da Saab, além de aprofundar os conhecimentos sobre a aeronave.

“O Gripen E FAB 4100 ainda é um protótipo e demandou muito tempo de preparação para esse voo. Mas quando eu ouvi da torre de controle a autorização para o pouso, tive a certeza que todo o esforço valeu a pena. Foi para isso que eu decidi me tornar piloto de ensaio em voo. Agradeço à FAB por ter confiado a mim a missão de levar ao alto a nossa bandeira em céus suecos”, afirmou o piloto brasileiro.

O Major Aviador está locado no Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV), parte do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA). O Instituto é especializado em ensaios em voo, instrumentação de aeronaves e telemetria de dados para apoio à pesquisa, ao desenvolvimento e à certificação de produtos aeronáuticos, além de formar pessoal especializado dentro da FAB.

O Major Peres sobe a bordo do primeiro Gripen da FAB (Saab)

A caminho do Brasil

Segundo informações obtidas pela revista Asas, o primeiro Gripen da FAB deve desembarcar de navio no Brasil já em setembro. O jato chegará pelo porto de Itajaí, em Santa Catarina, e sua montagem será feita no aeroporto de Navegantes, a cerca de 5 km de lá.

No entanto, este primeiro caça ainda não será entregue à FAB. O jato, um modelo FTI (Flight Test Instrumentation) de testes, seguirá para a sede da Embraer em Gavião Peixoto (SP), onde continuará o programa de ensaios de voos. Apesar disso, a aeronave fará uma apresentação especial em Brasília no Dia do Aviador, em 23 de outubro.

Segundo o cronograma da FAB, os primeiros Gripen E operacionais serão entregues a partir do próximo ano. Por aqui, o avião sueco será designado como F-39E Gripen (e o modelo biposto, F-39F). Ao todo, a Aeronáutica encomendou 36 aeronaves, sendo 28 modelos monopostos e oito bipostos. O 1° Grupo de Defesa Aérea (1° GDA), baseado em Anápolis (GO) será o primeiro esquadrão brasileiro a voar com o novo jato de combate.

O piloto brasileiro faz parte do IDEV, instituto responsável por ensaios em voo, e está na Suécia desde janeiro (Saab)

Veja também: E se o Brasil não tivesse comprado os caças Gripen?

 

Total
195
Shares
Previous Post

Rússia prepara versão de exportação do caça furtivo Sukhoi Su-57

Next Post

Esquadrão acrobático Blue Angels recebe novo C-130J “Fat Albert”

Related Posts