Boeing 777X estará no Dubai Airshow

Será a estreia do maior jato bimotor de passageiros do mundo em um evento global. Fabricante também levará aeronaves com caráter ecológico
O 777X participará de seu primeiro evento internacional (Boeing)

Após quase dois anos do seu voo inaugural, o 777X participará pela primeira vez de uma feira de aviação. A Boeing confirmou que o maior jato de passageiros bimotor da história estará presente no Dubai Airshow, que ocorrerá entre os dias 14 e 18 de novembro.

“A Boeing está entusiasmada em participar do Dubai Airshow, o primeiro evento global em quase dois anos, e por ser capaz de ter contato direto com clientes, parceiros, fornecedores e outras partes interessadas da região”, disse Kuljit Ghata-Aura, presidente da Boeing Oriente Médio, Turquia e África.

Um dos quatro protótipos do Boeing 777-9 estará não apenas em exposição estática no evento como também participará do programa de voos.

Eagle II: USAF planeja a compra de 144 unidades do novo F-15EX (USAF)

O 777X realizou seu primeiro voo em janeiro de 2020 e desde então a Boeing tenta recuperar o tempo perdido em seu desenvolvimento. A fabricante ainda acredita que conseguirá entregar a primeira aeronave a Lufthansa, cliente de lançamento, até 2023.

Além do imenso jato, a Boeing confirmou a presença do 737-9 ecoDemonstrador, com as cores da Alaska Airlines e que está avaliando 20 tecnologias de redução do uso de combustível, emissões e ruídos. Outra aeronave ecológica confirmada é o 787-10 da Etihad Airways, que utiliza combustível sustentável.

Na parte militar, a Boeing divulgará o caça F-15EX Eagle II, que está entrando em serviço na USAF, e o avião de treinamento avançado T-7A, mas ambos não deverão ser levados aos Emirados Árabes Unidos. Em compensação, o avião-tanque KC-46A Pegasus, o P-8 Poseidon, de patrulhamento marítimo, e o tilt-rotor MV-22 Osprey.

Total
17
Shares
0 0 votes
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcelo Lopes
Marcelo Lopes
6 meses atrás

Essa Boeing tem muito “pepino” pra descascar!! Está pagando muito alto pelo jogo sujo que faz!! Em outra matéria, a linha 737 MAX já tem mais 400 pedidos cancelados… se essas intenções de compra migrarem para outro fabricante, é uma parte estimada em mais de 60 bilhões de dólares em média!!

Previous Post

EUA resgatam Boeing 737-200 do fundo do mar no Havaí

Next Post

Último Boeing 747 pode ser entregue em outubro de 2022

Related Posts