Primeiro jato C919 de produção está perto da montagem final

Afirmação foi feita pela CAAC, a agência de aviação civil chinesa. Aeronave da COMAC será entregue para a OTT Airlines, subsidiária da China Eastern Airlines até o final do ano
Um dos protótipos do C919: perto da primeira entrega (Xinhua)

O primeiro jato comercial C919 de produção em série está prestes a entrar na linha de montagem final, afirmou a CAAC (Civil Aviation Administration of China). Uma imagem da aeronave na linha de produção foi compartilhada em redes sociais chinesas.

Produzido pela estatal COMAC, o C919 é a aeronave comercial mais avançada já desenvolvida na China, mas sofreu longos atrasos em seu cronograma.

O primeiro C919 de série deverá ser entregue à China Eastern Airlines, que possui cinco aeronaves encomendadas. O jato deverá estrear na subsidiária OTT Airlines. A previsão é que o jato fique pronto até o final do ano, quando espera-se pela certificação local pela CAAC.

O regulador chinês também afirmou ter aprovado ajustes nos planos de produção atuais para permitir a montagem em série da aeronave num ritmo mais elevado.

Imagem do primeiro C919 de produção que circula numa rede social chinesa

Com um projeto semelhante ao Airbus A320, o C919 pode transportar até 168 passageiros em distâncias de até 5.500 km. É um desempenho inferior aos concorrentes ocidentais, porém, a COMAC conta com a ajuda do governo comunista para angariar centenas de pedidos – segundo a fabricantes, existem 815 pedidos do C919, de 28 clientes, quase todos chineses.

O C919 não utiliza materiais compostos como seu rival russo, o MC-21, o que o torna em tese mais pesado. A variante inicial é equipada com os turbofans Leap-1, da CFM, mas a China já desenvolve um motor local e que deve responder pela maior parte das aeronaves a serem fabricadas.

Juntamente com o jato regional ARJ21 e o widebody sino-russo CR929, o C919 faz parte de um esforço do país para reduzir a dependência de aviões da Boeing e Airbus.

Total
27
Shares
Previous Post

Gol anuncia nova rota entre São Paulo e Bonito (MS)

Next Post

Bombardier apresenta o jato executivo Challenger 3500

Related Posts