Rússia recebe primeiro Su-57 produzido em série; caça foi rejeitado no Brasil

Grupo estatal United Aircraft confirmou a entrega do primeiro Su-57 produzido em série ao Ministério da Defesa russo
O Ministério da Defesa russo encomendou 76 caças Su-57; jatos serão entregues até 2028 (UAC)
O Ministério da Defesa russo encomendou 76 caças Su-57; jatos serão entregues até 2028 (UAC)

O primeiro caça Sukhoi Su-57 “Felon” produzido em série foi entregue ao Ministério da Defesa da Rússia, informou o grupo estatal United Aircraft Corporation (UAC) nesta sexta-feira (29), peloTwitter. O modelo é parte de uma encomenda de 76 aeronaves do tipo para a força aérea russa, confirmada pelo presidente Vladimir Putin em 2019.

A produção em série do Su-57 começou em julho de 2019, na planta da KnAAPO (outra marca do grupo UAC) em Komsomolsk-on-Amur, no extremo leste da Rússia. A força aérea russa, entretanto, já havia recebido nos últimos dois anos pelo menos 10 modelos de teste, construídos de forma praticamente artesanal.

A ativação operacional da aeronave na Rússia foi oficializada em dezembro de 2020, embora o avião já tivesse até participado de avaliações de combate nos céus da Síria, em 2019.

Primeiro caça de quinta geração projetado na Rússia, o Su-57 é uma aeronave de combate multimissão desenvolvida para atacar todos os tipos de alvos aéreos, terrestres e navais a curtas e longas distâncias, superando suas capacidades de defesa aérea.

Como manda a receita dos novos caças de quinta geração, o Su-57 é uma aeronave stealth (“invisível” aos radares) e pode voar a velocidade supersônica de 1.975 km/h (Mach 1.6) sem precisar acionar os pós-combustores dos motores, o que reduz o consumo de combustível – com os pós-combustores acionados o Su-57 alcança até 2.440 km/h (Mach 2.2).

O Su-57 é o quarto caça de quinta geração projetado no mundo. Antes dele, os EUA projetaram a dupla F-22 Raptor e F-35 Lightning II, e os chineses lançaram o Chengdu J-20.

O Su-57 é produzido pela KnAAPO, a maior companhia de fabricação de aviões na Rússia maior companhia de fabricação de aviões na Rússia (UAC)
O Su-57 é produzido pela KnAAPO, a maior companhia de fabricação de aviões na Rússia maior companhia de fabricação de aviões na Rússia (UAC)

Su-57 foi oferecido ao Brasil

Em 2013, o governo da Rússia ofereceu ao Brasil a chance de participar do desenvolvimento do Su-57 (ainda com o nome de projeto “T-50 PAK-FA”), que seria condicionado a compra de caças Su-30 para a Força Aérea Brasileira (FAB). O acordo sugerido pelos russos previa transferência parcial de tecnologia e a produção da aeronave no Brasil.

Na época, o russos acreditavam que o Brasil poderia cancelar o programa FX-2 e lançar uma nova concorrência na qual o Su-30 poderia ser incluído. Isso, porém, não foi concretizado, barrando a entrada de empresas brasileiras no projeto do caça de quinta geração.

Com a Sukhoi excluída do processo, a etapa final do programa FX-2 foi disputada entre os caças Dassault Rafale, Boeing F/A-18 e o Saab Gripen E, que foi o modelo escolhido pela FAB.

Veja mais: E se o Brasil não tivesse comprado os caças Gripen?

Total
117
Shares
Previous Post
O Antonov AN-225 é o maior avião do mundo, com 84 metros de comprimento (Thiago Vinholes)

Ucrânia busca ajuda estrangeira para concluir segundo An-225

Next Post
Lockheed C-130H - Ejército del Aire/Força Aérea Espanhola

Peru confirma a compra de dois Hercules usados

Related Posts