Jatos da Embraer conseguiram dobrar número de passageiros em ilha turística no Vietnã

Fabricante brasileira tem buscado obter novas encomendas de companhias aéreas do país asiático, que experimenta um grande crescimento no movimento dos aeroportos
Jato E190 da Bamboo Airways: modelo da Embraer facilitou acesso à ilha turística (Bamboo)

Destino turístico do Sudeste Asiático, o Vietnã tem visto o tráfego aéreo crescer rapidamente nos últimos anos, com a expansão do setor. Com uma população de cerca de 100 milhões de pessoas, o país passa por um crescimento médio das viagens aéreas de 12% por ano.

No entanto, a frota de aeronaves comerciais da empresas vietnamitas seria grande demais para a demanda média das rotas, segundo mostrou um relatório da Embraer apresentado em abril durante visita de um E190-E2 ao país.

É justamente a necessidade de aeronaves de menor capacidade que os A320 e 737 presentes no Vietnã que tem levado a fabricante brasileira a oferecer a família E2.

Para comprovar sua tese de melhor conectividade com jatos regionais, a Embraer apresentou números bastante interessantes referentes à Côn Đảo, um arquipélago turístico situado a 230 km de Ho Chi Minh, maior cidade do país.

Até 2019, apenas dois destinos ligavam arquipélago pelo ar (Embraer)

Em 2019, a ilha recebeu cerca de 400 mil turistas e em 2020, mesmo com a Covid-19, 448 mil pessoas. Até então apenas turboélices ATR eram usados no aeroporto de Côn Đảo, que possui uma pista de cerca de 1.800 m.

Em 2021, a Bamboo Airways, uma das novas companhias aéreas vietnamitas, passou a operar no arquipélago com E-Jets, da Embraer, e o resultado foi que em apenas seis meses o número de passageiros mais que dobrou.

Interior do E-Jet da Bamboo

Atualmente, operam 36 voos diariamente no aeroporto, 20 deles realizados pelos E-Jets. Além de permitir a ampliação de oferta de assentos, as aeronaves brasileiras multiplicaram os destinos atendidos, de apenas dois para sete cidades, incluindo a capital Hanoi, até então fora de alcance dos turboélices.

O resultado foi tão positivo que o governo já planeja ampliar a infraestrutura aeroportuária para permitir que a ilha receba cerca de 2 milhões de turistas por ano.

Airbus A321 da Vietnam: aeronave é a principal na frota do país (Aero Icarus)

Família A320 domina frota vietnamita

As cinco companhias aéreas que operam no Vietnã, incluindo a estatal Vietnam Airlines, utilizam jatos da família A320, sobretudo o maior A321, como principal aeronave, o que explica a oferta de assentos elevada e a dificuldade de operar em aeroportos menores.

Com exceção da Vasco, regional que opera uma pequena frota de ATR 72, e alguns desses turboélices na Vietnam Airlines, apenas a Bamboo possui uma frota de jatos na faixa de 100 assentos. São cinco E190 arrendados pela CDB Aviation – a companhia aérea chegou a ter outros cinco E195 em sua frota até pouco tempo.

A Vietnam Airlines é uma das candidatas a investir em jatos regionais. Em junho, o CEO da companhia aérea revelou que a empresa avalia o E2 e também o A220, da Airbus.

A Embraer levou o E190-E2 em abril para o Vietnão (Embraer)

Total
91
Shares
5 1 vote
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jair Teston
Jair Teston
15 dias atrás

Parabéns EMBRAER, orgulho brasileiro, pala sua resiliência, capacidade, competência e agressividade!

Previous Post

Primeiro A321neo da JetSMART é entregue

Next Post

Força Aérea do Chile recebe primeiro “avião-radar” Boeing E-3D Sentry

Related Posts
Total
91
Share