Primeiros E-Jets convertidos em cargueiros pela Embraer vão para Astral Aviation

Embraer converterá dois jatos de passageiros E190 em cargueiros para operar no Quênia
Astral Aviation receberá os cargueiros por meio de leasing com Nordic Aviation Capital (NAC)

A Embraer anunciou que os dois primeiros cargueiros E190F serão operados pela empresa aérea queniana Astral Aviation, que assinou um memorando de entendimento com a Nordic Aviation Capital (NAC) para arrendar as aeronaves por meio de leasing.

O E190F nada mais é do que um jato de passageiros E190 convertido em cargueiro por meio do programa P2F (“passenger to freight”, em inglês), que foi anunciado em março deste ano pela Embraer.

Veja também:

As aeronaves que serão convertidas já fazem parte da frota existente de E190 e E195 da NAC, maior empresa de leasing de aeronaves regionais do mundo. Conforme acordo anunciado em maio, a NAC tem até 10 posições de conversão para os jatos E190F/E195F, com as primeiras entregas a partir de 2024.

Segundo Johann Bordais, presidente e CEO da Embraer Serviços & Suporte, o programa P2F tem recebido uma resposta “incrível”. Além da NAC, a Embraer fechou um segundo acordo para conversão de outros dez E190/E195, mas a identidade do cliente não foi revelada.

Cargueiros convertidos

Jatos E190F e E195F (Embraer)

A ideia é aproveitar a crescente demanda por carga aérea com uma aeronave com o dobro da capacidade de turboélices e alcance três vezes maior, além de custo 30% menor que jatos convertidos como o 737 ou A320.

Entre as mudanças previstas estão a instalação de uma porta de carga dianteira principal, sistema de movimentação de carga, reforço do piso, barreira de carga rígida, barreira 9G com porta de acesso; sistema de detecção de fumaça de carga e alterações no sistema de gestão do ar (arrefecimento, pressurização, entre outros), além da remoção de interior e provisões para transporte de materiais perigosos.

A conversão é oferecida para o E190 (E190F), com carga útil de até 13.150 kg, e para o E195 (E195F), com capacidade para até 14.300 kg. A Embraer espera realizar a mudança em cerca de 700 das mais de 1.600 aeronaves da família que estão em operação no mundo.

Total
17
Shares
Previous Post

easyJet fecha pedido para 56 jatos da família A3202neo

Next Post

Cargolux descarta o A350F e escolhe o Boeing 777-8F para renovar sua frota

Related Posts
Total
17
Share