Universo Embraer: conheça as variadas divisões da empresa aeroespacial

Quem pensa que a empresa brasileira é apenas uma fabricante de aeronaves se engana. O grupo atua em diversas outras áreas como espacial, segurança cibernética e mobilidade aérea urbana

EmbraerX

EmbraerX
A EmbraerX é a nova marca de “táxis voadores” da Embraer (EmbraerX)

Divisão da Embraer com ares de startup, a EmbraerX está desenvolvendo um novo conceito de transporte aéreo, os eVTOL (aeronaves elétricas de pouso e decolagem vertical). Veículos dessa espécie prometem encher os céus de grandes metrópoles num futuro próximo, atuando como “táxis voadores” em serviços sob demanda.

A EmbraerX é um dos nomes envolvidos no projeto Uber Elevate, que prevê a criação de uma rede de mobilidade aérea urbana. Além de desenvolver a aeronave, a divisão da Embraer também está ajudando a criar todo o “ecossistema” desse novo modal de transporte, propondo adequações nas regras de tráfego aéreo para receber os eVTOL.

Os testes com o primeiro eVTOL da EmbraerX, o Eve, devem começar em 2021. A entrada em serviço desses novos veículos deve acontecer até o final desta década.

Total
127
Shares
0 0 votes
Article Rating
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
José carlos colombini
José carlos colombini
9 meses atrás

O Brasil precisa de mais empresas como a EMBRAER. No mínimo umas. 50 . Todo brasileiro deveria conhecer. Mais sobre a Embraer.

Moacyr Baccini
Moacyr Baccini
9 meses atrás

Felizmente o acordo com a Boeing não foi concluído e, acredito que a Embraer se tornará uma ds maiores fabricantes do mundo na área da aviação. Capacidade ela tem, não precisamos entregar nossas empresas para empresas estrangeiras. A Embraer chegou onde outros não chegaram. Vamos enfrente!

Felipe
Felipe
9 meses atrás

Muito bom! Esqueceu apenas de uma das empresas da Embraer de segurança cibernética chamada Tempest.

Previous Post

Airbus entrega primeiro A300 com cockpit atualizado para a UPS

Next Post
Boeing 737 MAX 8 - Ethiopian Airlines

Vítima das falhas do 737 MAX, Ethiopian Airlines marca retorno do jato para julho

Related Posts